15 de outubro de 2020

A arte de ensinar

Vanessa Queirós e Raquel Machado falam sobre a importância e os desafios da educação no Dia do Professor

Befunky Collage

Vanessa Queirós e Raquel Machado

Das aulas do ensino fundamental à universidade, passando pelas lições do pré-vestibular, a imagem do professor é universal e a relação criada entre mestre e aluno possui não apenas respeito, mas afeto.

Seja médico, jornalista, artista ou engenheiro, todos possuem um “professor de vida” – aquele que, de tanto inspirar, resistiu ao teste do tempo e ficou na memória.

Neste Dia do Professor (15), conversamos com duas professoras para saber sobre os desafios, as alegrias e a missão desta profissão responsável por inspirar crianças e jovens a buscarem vida a partir da educação.

Confira:

Vanessa Queirós – Educadora e fundadora da Creche Escola Espaço Inteligente

Ron 9065

Vanessa Queirós

“O dia do professor deve ser comemorado por todos, no sentido que a influência de um educador dura uma eternidade. Ele ajuda na formação dos cidadãos e acredita que dessa forma investimos em aprendizados que serão reverberados para o resto da vida das pessoas. Há desafios diários que nos cercam. Atualmente, nos reinventamos para chegar a cada aluno levando uma aprendizagem significativa.

Dessa forma somos artistas, equilibristas, técnicos para que nossos alunos tenham o desejo de aprender, mesmo estando em casa. No ano de 2020 a educação passou por uma transformação, avançamos muito com o on-line e jamais seremos os mesmos. Educador vive um ideal: ele trabalha com amor porque acredita nos sonhos e na concretização deles”

Raquel Machado – Advogada e Professora da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC)

Ron 4137

Raquel Machado

“O professor viabiliza o contato com o conhecimento através do desenvolvimento do indivíduo. Trata-se da busca pelo estímulo ao aprendizado autônomo e à curiosidade, pelo estabelecimento de elos entre saberes e seres, valorizando e despertando o potencial de cada um, desenvolvendo o senso crítico. Mesmo num mundo com uma maré de informação tão intensa, o professor é indispensável para viver a travessia da viagem com o aluno.

O excesso de informação, sem orientação e sem o desenvolvimento do senso crítico, pode gerar apatia, letargia, confusão. É preciso saber usar informações e saberes para o desenvolvimento individual e social, unindo esforços. O Brasileiro tem muita potencialidade educacional, porque é cheio de energia e criativo. A educação é essencial para ajudar a desenvolver talentos, direcionar a atenção para a pesquisa, a ciência, qualificar o trabalho, desenvolver o indivíduo em sua humanidade e cidadania. Há muito a ser feito pela educação brasileira em todos os níveis. O professor tem papel fundamental nesse cenário”.

Mais notícias

Ver tudo de Notas