23 de fevereiro de 2021

Feira negra

Feira que estimula o empreendedorismo negro chega ao shopping RioMar Kennedy

Feira Negra De Fortaleza No Riomar Kennedy

Feira Negra

Em parceria com o Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social, o RioMar Kennedy está recebendo o movimento Feira Negra de Fortaleza.

No shopping, em um espaço cedido gratuitamente, o coletivo de empreendedores negros conta com estrutura para expor, compartilhar conhecimentos e lutas, além de comercializar sua produção de artesanatos, bijuterias, roupas, livros, brinquedos e instrumentos musicais.

A mostra segue até o dia 14 de março e pode ser visitada no Piso L1, próximo à loja Riachuelo, com funcionamento das 9h às 20h, de segunda a sexta-feira; das 9h às 17h, aos sábados, e das 12h às 17h, aos domingos.

A Feira Negra, que já passou por outros pontos da cidade, busca nesses espaços o fortalecimento e a organização da economia do negro, a partir da valorização e difusão da arte e cultura da população afro da cidade. A mostra também promove capacitações aos empreendedores negros, que são abertas ao público, com oficinas de culinária, tranças e turbantes.

“Estar em um shopping é uma oportunidade muito grande para nós que somos feirantes. A partir da nossa presença nesses espaços, as pessoas ficam muito impactadas com tudo, pois ali não é só um produto, cada peça compõe uma narrativa, traz uma história consigo. São peças que vão narrando nossa cultura afro-brasileira, africana. A gente espera que aconteça a geração de trabalho e renda, mas que também possamos contar um pouco da nossa luta por direitos”, ressalta Nenzinha Ferreira, coordenadora do projeto.

Atualmente, o movimento reúne 30 afroempreendedores e faz parte da demanda do plano Municipal de Igualdade Racial de Fortaleza, Lei nº 9956/2012, contando ainda com o apoio da Coordenadoria de Igualdade Racial/COPIR, através de articulação, junto a Secretaria de Desenvolvimento Econômico/SDE e o Centro Ubuntu de Arte Negra/CUAN.

Mais notícias

Ver tudo de Notas