15 de julho de 2020

Incertezas

Escolas de samba do Rio adiam para setembro decisão sobre Carnaval 2021

Mangueira Daniel Ramalho 20190305 003 Copy

Escolas de Samba

O Carnaval de 2021 está ameaçado. Após o prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmar que estuda o adiamento da folia no próximo ano, dessa vez foram as escolas de samba que puseram em dúvida a realização de um dos eventos mais tradicionais do período: os desfiles das agremiações.

Os representantes das entidades se reuniram ns última terça-feira (14) na Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) e marcaram para setembro a definição oficial do futuro da folia. Durante o encontro, todos foram unânimes em afirmar que não dá para ter desfile enquanto não existir uma vacina contra o coronavírus.

Segundo o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, “se não houver a vacina nós não temos como fazer esse evento com aglomeração. Carnaval é isso. O jogo de futebol pode acontecer sem plateia, a Fórmula 1 pode acontecer sem plateia, mas os desfiles das escolas de samba não podem acontecer sem aglomeração dos desfilantes ou de quem tá assistindo”, disse.

O Carnaval de 2021 está marcado, pelo calendário oficial, para iniciar no dia 14 de fevereiro. Pela nova proposta, a ideia é que seja reprogramado para meados do próximo ano, podendo, inclusive, ser transferido para os feriados da Semana Santa, em abril, ou de Corpus Christi, em junho.

Mais notícias

Ver tudo de Notas