ARTE BRASILEIRA

CCBB Rio de Janeiro antecipa as comemorações do centenário da Semana de 22 com mostra inédita

Por gabriela rocha - Em 19 de agosto de 2021

B7044c81 9afd 4fb0 977e Fb7e20bc1c34

Obra de Adriana Varejão

 

A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um marco para o Brasil. Refletir sobre as conquistas desse movimento é o objetivo da mostra Brasilidade Pós-Modernismo, que será apresentada entre 1 de setembro e 22 de novembro no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro.

Com curadoria de Tereza de Arruda, historiadora, as peças expostas tem como essência a inspiração no legado da ousadia artística cultural proposta pelo Modernismo.

O público poderá conferir nas obras dos 51 artistas de diversas gerações que compõem o corpo da exposição, entre os quais Adriana Varejão, Anna Bella Geiger, Arnaldo Antunes, Cildo Meireles, Daniel Lie, Ernesto Neto, Ge Viana, Jaider Esbell e Rosana Paulino.

Francisco de Almeida, artista radicado em Fortaleza, estará presente com uma grande instalação composta de 18 Xilogravuras expandidas. A mostra após o Rio seguirá para os demais CCBBs, São Paulo, Brasília, e Belo Horizonte.

Organizada em seis núcleos temáticos – Liberdade, Futuro, Identidade, Natureza, Estética e Poesia -, a mostra apresenta pinturas, fotografias, desenhos, esculturas, instalações e novas mídias. Segundo Tereza de Arruda, “a Brasilidade se mostra diversificada e miscigenada, regional e cosmopolita, popular e erudita, folclórica e urbana”.

 

Mais notícias

Ver tudo de Notas