Bom Bocado

A trajetória e a paixão de Marilza Pessoa pelos bolos

Por Pompeu - Em 28 de março de 2020

Marilza1

Marilza Pessoa

Ao chegar a 4a série do Ensino Fundamental, a garotinha Marilza disse aos pais que não queria estudar. Na
época, o que poderia ter sido um problema, virou, na realidade, o início da realização de um grande e verdadeiro sonho. Ainda bem jovem, teve total apoio dos pais, que a matricularam em diversos cursos ligados à arte, entre eles: corte e costura, pintura e bordado.

“Minha mãe foi muito sábia ao dizer a meu pai que nem só de estudo e faculdade vive uma mulher”, recorda. Sua relação com o mundo artístico ficava cada vez mais evidente. Era ela que, no Natal, decorava a casa com produtos artesanais, que idealizava e elaborava com primor.

O INÍCIO DA CONFEITARIA
Cinco décadas. É esse o tempo de profissão de Marilza Pessoa na confeitaria. Sua paixão foi despertada com os bolos infantis de aniversário que fazia, exclusivamente, para os quatro filhos. Depois, vieram pedidos das primas e amigas. Naquela fase, suas referências vinham de revistas. Entretanto, desde o início, o talento e a curiosidade de Marilza fizeram com que seu trabalho sempre fosse muito particular. Sua veia artística era aflorada a cada novo bolo, o que passou a despertar admiração de todos.

Na década de 1980, com o aumento das encomendas e os pedidos de clientes por um local exclusivo para comercialização dos produtos, decidiu abrir uma casa de doces, hoje, conhecida como ‘Bom Bocado por Marilza Pessoa, um negócio rentável e, principalmente, que ocupa lugar de destaque no coração dos cearenses.

“Antigamente, esses locais eram chamados de lanchonetes e bastante frequentados por crianças”, lembra. Além de deliciosos salgados, o local era reconhecido pelos doces com sabores inesquecíveis. Outro diferencial foi a criação de produtos em pequenas porções.

“Bolos, pés de moleque, grudes e tapiocas pequenininhos foram criação minha. Sempre prezei pela qualidade, por isso, optei por porções individuais, onde meus clientes tinham sempre produtos fresquinhos”, revela.

Marilza3

Marilza Pessoa

BOLOS ARTÍSTICOS
Além disso, na época, também possuía um espaço para festas, além de ser a responsável pela preparação do buffet. Com o passar dos anos, decidiu optar por um segmento específico, algo que lhe traria retorno financeiro, mas, acima de tudo, que lhe possibilitaria prazer e qualidade de vida. Foi aí que os bolos artísticos ganharam força em sua história. Como afirma, suas referências sempre vieram de sua imaginação. Possivelmente, é esse um dos segredos do seu sucesso. Suas criações são permeadas de detalhes, delicadeza, sabor e um design único. O destaque de suas encomendas são os bolos de casamento. No entanto, festas de quinze anos, batizados, encontros de empresas e bodas também contam com suas produções.

Marilza sempre gosta de conversar pessoalmente com os clientes. Segundo ela, em uma simples conversa, é possível perceber os gostos e peculiaridades de cada um. “Gosto de olhar no olho e de ouvir o que meu cliente deseja”, ressalta. Marilza caminha com o tempo, ou seja, passeia por vários estilos, dos projetos mais rebuscados àqueles mais clean, com detalhes delicados e formatos mais simples. Com o avanço das redes sociais (@bombocadopormarilzapessoa), o trabalho desenvolvido vem alcançando um número ainda maior de fiéis clientes, no Brasil e, também, no exterior. A cada dia, é mais comum que profissionais da França, México, Suíça, Arábia, entre outros locais do mundo, entrem em contato para pedir que Marilza ensine, detalhadamente, como determinado trabalho divulgado em suas redes sociais foi realizado. Outro detalhe que a emociona é o reconhecimento dos jovens confeiteiros. “Não há nada melhor
do que você ouvir de uma pessoa: quando crescer quero ser como a senhora. Fico tão feliz, me sinto reconhecida e valorizada”, emociona-se.

Apesar dos bolos decorados serem o carro-chefe da Bom Bocado, a empresa também produz bem-casados, mini rocamboles e bolos regionais, tais como: bolo de milho, pé de moleque e bolo Luiz Felipe. “Não deixo de lado esse tipo de produção, apesar de que, para mim, é um grande e delicioso passatempo. Meu foco mesmo são os bolos decorados, pois demandam tempo e dedicação quase exclusiva”, assevera.

Marilza2

Marilza e Mimosa

Mimosa Pessoa, sócia da mãe na empresa, ajuda na gestão de mídia e no setor financeiro. Jornalista e advogada, está, diariamente, atenta às novidades do mercado. E Marilza, é claro, está sempre se reinventando, entretanto, sem
deixar de lado suas origens, seu olho no olho, sua conversa franca, sua risada suave e seu gosto por viver de forma leve e doce.

Mais notícias

Ver tudo de Lifestyle