20 de maio de 2020

RETOMADA

Yuri Torquato acredita que flexibilização da quarentena ocorrerá em 1º de junho

Yuri Torquato apresentou proposta para a retomada econômica              Foto: Portal IN News

A Federação das Associações dos Jovens Empresários do Ceará apresentou, esta semana, ao Governo do Ceará e à Prefeitura de Fortaleza, uma proposta de retomada das atividades econômicas. O documento foi entregue pelo coordenador-geral Yuri Torquato, ressaltando que o decreto de isolamento rígido deve ser prolongado até o fim deste mês. “A partir do dia 1º de junho, o governador deve flexibilizar algumas atividades, iniciando pela construção civil, por exemplo”, afirmou.

Para a Fajece, o processo deve respeitar a vida dos cearenses, bem como a preservação dos empregos. E a retomada deve estar condicionada à melhoria dos indicadores da Covid-19, que devem ser analisados em intervalos semanais, semelhante ao que aconteceu nos países que já conseguiram controlar a pandemia do novo coronavírus e iniciam a retomada das atividades.

Na proposta, foram pontuadas outras diretrizes as quais a entidade defende, como o amplo fornecimento de equipamentos de proteção, flexibilização de horário de deslocamento e monitoramento da temperatura corporal do colaboradores, entre outras medidas preventivas.

“Os empresários cearenses, em especial os jovens, vivem um momento extremamente delicado. As medidas de distanciamento social, hoje necessárias para o combate ao novo coronavírus, impactam diretamente as nossas empresas, que já vinham lutando para se recuperar de uma grave crise econômica”, disse o coordenador da Fajece.

A gente estava vindo numa recuperação da economia brasileira desde o ano passado, com grandes reformas como a trabalhista e a da Previdência, que deram um novo ânimo e uma maior confiança ao empresariado, mas infelizmente veio esta pandemia que pegou a todos de surpresa”, completou Yuri Torquato.

Mais notícias

Ver tudo de Negócios