13 de fevereiro de 2020

EM EXPANSÃO

Toyota lidera as vendas de carros elétricos/híbridos em janeiro

Corolla híbrido representa o maior volume de vendas da Toyota                                                     Foto: Divulgação

As vendas de carros elétricos/híbridos no Brasil registrou uma expansão de 320% no mês passado, representados pela a comercialização de 1,6 mil veículos desse tipo, na comparação com janeiro de 2018. E isso já significa 1% do mercado automotivo nacional.
A Toyota, representada pelo Grupo Newland no Ceará, Paraíba e Piauí, é a maior responsável por esse crescimento e atingiu volumes exponenciais, pois teve alta de 622% em janeiro, nesse tipo específico de automóveis, com 1.242 unidades vendidas. Principalmente com dois modelos: o Corolla (com 51% das vendas) e o RAV4 (48%).
Segundo o superintendente do Grupo Newland, Ronaldo Muñoz, o carro híbrido sempre foi um projeto de extrema importância para a montadora japonesa, tanto que foi pioneira com o Prius, numa época em que pouco se falava nessa questão. Desenvolveu o projeto até chegar, hoje, nesse debate sobre matriz energética, que são várias, como flex, etanol, elétrica e híbrida.
“Além do Corolla, Prius (pioneiro) e RAV4, 100% da linha Lexus já usa a tecnologia híbrida e essa disparada das vendas, que vai aumentar, é um pouco pela RAV4 e muito pelo Corolla, que juntou a felicidade desta nova matriz energética, com o carro mais vendido do mundo”, disse.
Ele lembra que o carro elétrico pode ser até mais limpo, mas hoje não há condições de garantir abastecimento em todo lugar. Já o híbrido é um carro convencional que além de ser limpo, é extremamente silencioso, dispõe de bom torque e tem grande autonomia.
E que o alto volume de vendas destes modelos só não é maior, devido ao limite da produção de baterias para os carros híbridos, que são específicas para eles. Isso porque, com elas, o veículo vai se autocarregando durante a viagem e ainda tem o motor a combustão.

RAV4 é o segundo em volume de vendas no Brasil

“Acho que a Toyota está sendo muito feliz em investir nessa matriz transitória, para que daqui a 10, 20 anos, possamos ter veículos 100% elétricos. E cada vez mais, os carros híbridos deverão participar do line up da Toyota no Brasil. E nos próximos cinco anos, talvez tenhamos mais carros híbridos do que convencionais em circulação”, asseverou o superintendente do Grupo Newland.
Muñoz observa que está acontecendo com os carros híbridos o mesmo que ocorreu, há alguns anos, com os veículos automáticos, ou seja, depois que a pessoa tem acesso à nova tecnologia, não quer mais voltar para uma anterior. Tanto que as vendas de carros com câmbio manual caíram significativamente e muitas versão só disponibilizam a transmissão automática.
“Portanto, as vendas de carros híbridos estão numa crescente e nas nossas concessionárias Toyota do Ceará, Piauí e Paraíba, a procura por esse tipo de veículo tem aumentado de maneira significativa”, finalizou Ronaldo Muñoz.
Negociação
Uma comitiva da Toyota deverá vir a Fortaleza, na próxima semana, para tratar sobre a instalação de um centro de distribuição de peças no Ceará, nos próximos anos. O objetivo seria atender de forma mais rápida aos mercados das regiões Norte e Nordeste.
Outro motivo da visita será a negociação de uma unidade fabril da Toyota no Estado, para a fabricação de veículos elétricos/híbridos, uma aspiração do governador Camilo Santana desde o seu primeiro mandato.

Mais notícias

Ver tudo de Negócios