27 de outubro de 2020

EVITAR "APAGÃO"

Setor de telecom quer a manutenção da desoneração da folha de pagamentos

A Federação Nacional de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e Informática alerta que o veto à desoneração da folha de pagamentos poderá provocar um “apagão de tecnologia” no País. O problema é ainda mais grave neste momento em que o setor, devido à pandemia, está sendo fortemente demandado.

Vivien Suruagy quer evitar a perda de R$ 2 bilhões em investimentos         Foto: Divulgação

A presidente da Feninfra, Vivien Suruagy, ressalta que a revogação da medida provocará perda de investimentos de R$ 2 bilhões na melhoria dos serviços de telecom, além do fechamento de 500 mil postos de trabalho. Seriam atingidos 300 mil trabalhadores em call center, 100 mil da área de infraestrutura e 97 mil de Tecnologia da Informação.

Ela lembrou, ainda, que o eventual veto à desoneração levará, ainda, à não contratação de 450 mil profissionais de TI. Além de demissões e não contratações, a Feninfra enfatiza o impacto financeiro provocado por um aumento na tributação que incide sobre o setor, pressionando ainda mais as empresas de telecomunicações.

“Com a PEC 45, nossa previsão é de um aumento médio de 11% nos custos. Com o projeto do governo, que unifica o PIS e a Cofins, essa elevação será de 5%. Com esse cenário, os investimentos das empresas do setor estão parados. Em um momento em que a retomada das atividades ganha força, é crucial apoiar um setor tão essencial quanto o de telecomunicações”, afirmou Vivien Suruagy.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business