OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS

Ricardo Cavalcante apresenta potenciais do Hub de H2V a empresários dos setores têxtil e financeiro na Casa da Indústria

Por Marcelo - Em 8 de julho de 2021

Sempre em busca de desenvolver cada vez mais o setor industrial cearense, o presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, apresentou as oportunidades do Hub de Hidrogênio Verde e do Observatório da Indústria aos empresários do setor têxtil Ivan Bezerra Filho (TBM) e Paulo Baquit (Tebasa), além da área financeira, Delano Macedo (CDP Capital), durante encontro nesta quinta-feira (8), na Casa da Indústria.

Ricardo Cavalcante explicou as potencialidades do Hub de H2V                        Foto: Divulgação

“Muitas oportunidades podem surgir do Hub de H2V. Além das plantas que serão realizadas por multinacionais, será necessário a compra de energias renováveis, como a solar e a eólica, para que esses projetos sejam viáveis e sustentáveis, gerando negócios aos empresários cearenses”, destacou Ricardo Cavalcante.

Sobre o Observatório da Indústria, o presidente da FIEC lembrou que o centro de dados também tem muito a oferecer. “Podemos customizar as informações de acordo com as necessidades do empresário, dando indicativos valiosos para a gestão da empresa, áreas a serem desenvolvidas, informações sobre investimentos, entre outros”, completou.

O Hidrogênio Verde se apresenta como solução para diversos países desenvolvidos que desejam mudar suas fontes energéticas, se alinhando ao Acordo de Paris, descarbonizando grande parte do sistema energético em seus territórios.

O Ceará é tido como um dos principais locais do mundo para produção dessa energia, pelo seu alto potencial energético solar e eólico, fundamental para a sustentabilidade da produção do H2V. Isso possibilita uma série de oportunidades locais para o crescimento da indústria da região.

Também participaram da reunião Mônica Saraiva Panik, consultora Internacional de H2V contratada pela FIEC; Sampaio Filho, diretor de Inovação e Tecnologia da FIEC e líder do Observatório da Indústria; Joaquim Rolim, coordenador do Núcleo de Energia da FIEC; Jurandir Picanço, consultor do Núcleo de Energia da FIEC e presidente da Câmara Setorial de Energias Renováveis do Ceará; e o gerente do Observatório da Indústria, Guilherme Muchale.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business