MITIGAR IMPACTOS

Representantes do setor de eventos pedem apoio de parlamentares, em Brasília, para retomada das atividades

Por Marcelo - Em 8 de fevereiro de 2021

A Associação Brasileira dos Produtores de Eventos realiza nesta segunda-feira (8) até a próxima quarta, a Missão Abrape, em Brasília, visando conseguir a tramitação em regime de urgência, no Congresso Nacional, do Projeto de Lei 5.638/2020. Ele tem o objetivo principal de resgatar o setor que vem sofrendo fortes impactos com a pandemia de Covid-19, há 11 meses.

Liege Xavier disse que é preciso um olhar diferenciado para o setor               Foto: Divulgação

De acordo com Liege Xavier, diretora da Abrape Nacional e presidente da Abrape Ceará, será realizada uma apresentação sobre a atual situação do setor e o que pode ser feito para mitigar os impactos da pandemia, para cerca de 150 deputados de vários partidos e estados brasileiros. Também participará do encontro o deputado Felipe Carreras, de Pernambuco, que realizou a proposição na Câmara, por conhecer muito bem a infraestrutura do setor.

“O objetivo principal é acelerar a retomada das nossas atividades, que estão paralisadas desde o dia 16 de março do ano passado, impactando não apenas o nosso setor em si, mas uma cadeia com outras 64 atividades, dentro dos eventos sociais, corporativos e de entretenimento”, disse ela, que lidera a comitiva da Abrape Ceará formada ainda pelos empresários Pedro Neto, Beto Santos, Cláudio Nelson e Colombo Cialdini.

Ela ressaltou, ainda, que o setor necessita de um planejamento com antecedência, para a organização, venda de ingressos no caso de shows, feiras, congressos, dentre outros eventos como casamentos, batizados, formaturas. “A gente precisa de um olhar especial, pois nosso setor tem inúmeras particularidades, por si é amplo e impacta numa cadeia muito grande que vai desde seguranças, montadores de som, iluminação, gastronomia, e muito mais”, ressaltou Liege Xavier.

De acordo com o texto do PL, pretende-se criar condições para que o setor de eventos possa mitigar perdas oriundas do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, por meio do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse).

As empresas que aderirem ao programa poderão parcelar débitos junto à Receita Federal, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e Banco Central. Além de débitos com o FGTS e as contribuições instituídas pela Lei Complementar nº 110/2001, mesmo se forem optantes do Simples Nacional.

Além de reuniões de planejamento para este ano entre a diretoria da Abrape, na tarde de hoje, a partir de amanhã será realizada a Assembleia Geral da entidade; bem como estão previstas visitas a órgãos da administração federal; encontro com os novos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, além de um café da manhã com integrantes da Frente Parlamentar do Entretenimento e Cultura.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business