24 de janeiro de 2020

MALHA AÉREA DO BRASIL

Presidente da Embratur discute fortalecimento da malha aérea do Brasil durante encontro com membros da Iata

De acordo com líderes da associação, o Brasil é visto como prioridade em 2020. (Foto: Divulgação)

De acordo com líderes da IATA, o Brasil é visto como prioridade em 2020. (Foto: Divulgação)

O diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Pesquisa (Embratur) Gilson Machado Neto, acompanhado de parlamentares e embaixadores do Turismo, desembarcou ontem em Miami, nos EUA, para tratar sobre estratégias de incremento e melhoria do setor aéreo do Brasil, em reunião com representantes da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata).

Gilson Machado Neto Presidente Embratur 631x420

Gilson Machado Neto, presidente da Embratur. (Foto:Divulgação).

Durante o encontro, Machado Neto defende a necessidade de mais incentivos para o fortalecimento da malha aérea brasileira. “Um americano viaja 2,1 vezes por ano, enquanto no Brasil – com mais de 200 milhões de habitantes – este número chega a somente 0,47. Por isso, quereremos fomentar a malha aérea e diminuir o custo da viagem”, argumentou.

Atualmente, a IATA conta com 287 companhias aéreas associadas, que representa 83% dos voos mundiais. De acordo com as ponderações da associação, o Brasil, por se tratar de um destino com grandes oportunidades de operação em sua malha aérea, será uma das prioridades para este ano. Em que, uma das estratégias é publicitar em toda a sua área de atuação, campanhas de Marketing produzidas pelo Brasil.

Deixe seu comentário

Siga o @BaladaIN no Instagram