18 de fevereiro de 2020

EXPANSÃO RECORDE

Porto do Pecém tem alta de 109% na movimentação de longo curso

Posição geográfica estratégica do Pecém favorece as linhas longas                                                 Foto: Divulgação

O Porto do Pecém bateu um novo recorde de movimentação de longo curso, em janeiro, com um total de 4.025 TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) provenientes ou destinados a outros portos do mundo. Trata-se de uma expansão de 109% frente ao mesmo mês de 2019, quando 1.923 TEUs passaram pelo terminal portuário cearense.
“Esse crescimento de mais de 100% mostra o quanto o Pecém está sendo cada vez mais percebido no cenário internacional. A nossa localização estratégica em relação aos portos norte-americanos e europeus é um diferencial para players de todos os tamanhos. Assim nossa participação global aumenta e o mercado reconhece”, diz Danilo Serpa, presidente do CIIP S/A.
Segundo o gerente de Negócios Portuários do Complexo do Pecém, Raul Viana, o aumento na movimentação de contêineres nas rotas de longo curso é resultado também da nova linha, iniciada em setembro do ano passado, entre o Porto do Pecém e alguns portos espanhóis e italianos, como Valência, Barcelona, Gênova e Livorno, por exemplo.
Sobre os produtos movimentados temos: gesso, cal e cimento; pedras artesanais; frutas, cascas de frutos cítricos e de melões; plásticos e suas obras; ferro fundido, ferro e aço; papel e cartão; obras de pasta de celulose e de papel; calçados, dentre outros.

Mais notícias

Ver tudo de Negócios