31 de agosto de 2020

NAVIO MSC SHUBA B

Porto do Pecém recebe o maior navio de sua história e se consolida como entrada no NE para a navegação de longo curso

MSC Shuba B é o maior navio a atracar no Porto do Pecém, com 330 metros de comprimento                               Foto: Divulgação

O Porto do Pecém vem se consolidando como um dos principais portos do Nordeste brasileiro e, por sua posição geográfica, tem batido sucessivos recordes de exportação, principalmente com a placas de aço da Companhia Siderúrgica do Pecém. Mas, neste fim de semana, uma atracação, literalmente de peso, marcou as operações no local, e como destaque para a navegação de longo curso, que exige nacios de grande porte.

O MSC Shuba B, um gigante com 330 metros de comprimento e 48 metros de largura, com bandeira de Portugal, e capacidade para 12.238 TEU’s (equivalente a um contêiner de 20 pés), realizou o embarque de frutas produzidas no Ceará, Rio Grande do Norte e no Vale de São Francisco, numa operação que durou cerca de 24 horas. Ontem, o navio seguiu viagem rumo à Europa, onde faz sua primeira parada no dia 10 de setembro, no Porto de Roterdã.

MSC Shuba B tem quase 50 metros de largura e leva mais de 12.200 contêineres

De lá, o porta-contêineres segue viagem com destino a outros portos da Europa na Alemanha, Bélgica, França, Inglaterra e Portugal. O embarque de toda a carga representa um marco para a operação portuária cearense, pois poderá atrair outros navios de grande porte para acelerar o desenvolvimento econômico do Ceará.

“A chegada desse navio é motivo de orgulho para todo o time de profissionais do Porto do Pecém. Concluímos recentemente a obra do berço 10 para elevar nossa capacidade operacional e agora, pouco tempo depois, estamos ganhando a oportunidade de receber um gigante dos mares, um grande presente justamente no ano em que celebramos os 18 anos de operação. Assim, vamos seguindo a orientação do governador Camilo Santana de transformar o Pecém no portão de entrada e saída de cargas para o Nordeste brasileiro”, enfatizou Danilo Serpa, presidente do CIPP.

“É muito gratificante ter acompanhado a evolução dos navios de contêineres no Porto do Pecém. Podemos citar alguns exemplos dessa evolução, como a nova geração de navios de cabotagem com tamanho variando entre 255 e 280 metros. Depois passamos a receber os navios de 300m e agora batemos um novo recorde com a chegada do MSC Shuba B e seus 330m de comprimento, o primeiro dos muitos gigantes que passarão a aportar em nosso terminal”, celebrou Waldir Sampaio, diretor Executivo de Operações do CIPP.

Assista ao vídeo:

Mais notícias

Ver tudo de IN Business