23 de novembro de 2020

REFORMAS NECESSÁRIAS

Paulo Guedes diz que vai avançar em privatizações e que retomada econômica brasileira está acontecendo em V

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (23) que inicialmente o Governo Federal trabalhou para reduzir despesas e, nos próximos dois anos, seguirá com a agenda de reformas e privatizações.

Paulo Guedes quer avançar muito com as privatizações no Brasil              Foto: Portal IN News

“Dedicamos esse primeiro ano, um ano e meio, para atacar as grandes despesas do governo, jogamos na defesa. Nos próximos dois anos, vamos para o ataque. Vamos para as privatizações, para a abertura, para simplificação, reforma tributária, a reindustrialização em cima de energia barata”, disse o ministro, ao participar do encontro “O Brasil quer mais”, evento virtual organizado pela International Chamber of Commerce Brazil.

Segundo Guedes, os três maiores gastos que o governo conseguiu controlar foram com a Previdência, juros da dívida pública e salários de servidores. O ministro explicou que os “privilégios” nas aposentadorias foram vencidos por meio da reforma da Previdência, houve redução dos juros da dívida pública e congelamento de salários de servidores.

Além disso, ele citou a reforma administrativa enviada pelo governo ao Congresso Nacional. “O mais difícil foi o controle de gastos, que está sendo implementado há algum tempo. Falta agora o movimento final: pacto federativo, desindexando, desvinculando, desobrigando despesas e entregando os orçamentos públicos à classe política”, afirmou.

Ele ressaltou que espera avançar em reformas onde há consenso político para aprovação, após as eleições municipais. “Acho que daqui até o fim do ano vamos aprovar uma pauta comum onde há acordo na Câmara, no Senado e no Poder Executivo”, disse. Segundo o ministro, “bons candidatos” para a aprovação são projetos como: Lei de Falências, o marco regulatório do gás natural e cabotagem, PEC Emergencial, com medidas para controle de gastos, e a independência do Banco Central.

Retomada

Mais cedo, em outro evento virtual, Paulo Guedes reafirmou que a “economia brasileira está voltando com força”. Ele citou que a retomada surpreendeu diversos organismos internacionais e economistas brasileiros.

“São os fatos que nós temos. Existem muitas narrativas. Mas contra os fatos, as falsas narrativas se dissolvem. O fato hoje é que todas as regiões do Brasil estão criando empregos, todos os setores estão criando empregos. A economia brasileira voltou em V (rápida recuperação, após a queda) como nós esperávamos para surpresa de organizações internacionais”, disse, no seminário virtual Visão do Saneamento – Brasil e Rio de Janeiro, promovido pela Firjan.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business