PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO

Parceria entre M. Dias Branco e FIEC vai desenvolver inovação com Data Science

Por Marcelo - Em 19 de julho de 2021

A M. Dias Branco, líder do mercado brasileiro de massas e biscoitos, conta agora com mais um reforço para impulsionar o seu negócio no mercado externo. A Federação das Indústrias do Estado do Ceará, por meio do Observatório da Indústria e do Centro Internacional de Negócios, está desenvolvendo uma solução de ciência de dados que irá subsidiar novos passos da empresa no seu processo de internacionalização.

M. Dias Branco busca oportunidades em sua rota de internacionalização          Foto: Divulgação

A solução irá transformar dados em informações valiosas sobre os mercados mais estratégicos para os produtos da empresa, levando a M. Dias Branco a atingir seus objetivos e potencializar resultados. O trabalho parte da coleta de informações de uma ampla base de dados do comércio internacional, com mais de um trilhão de registros de todas as relações comerciais globais, e segue com a identificação nesse mar de dados dos países com maior potencial para os produtos da M. Dias Branco.

Isso permitirá à empresa, que hoje exporta para 42 países de todos os continentes, prospectar novas oportunidades em sua rota de internacionalização. Para processar todos esses dados, os especialistas do Observatório da Indústria da FIEC utilizam técnicas de processamento de Big Data e outras metodologias emergentes que garantem a velocidade necessária ao projeto. A solução em desenvolvimento foi idealizada com uso de design thinking e contou com a participação da equipe técnica da M. Dias Branco, Observatório da Indústria e CIN.

A cada etapa finalizada do projeto a empresa terá acesso a informações que já poderão beneficiar sua área de exportação. Ao final do trabalho, a M. Dias Branco receberá um painel analítico onde será possível visualizar os dados processados e metodologia desenvolvida conjuntamente, embarcada em uma solução ágil com design intuitivo.

“A parceria entre a M Dias Branco, Observatório da Indústria e CIN tem como objetivo o uso da ciência de dados para orientar a estratégia de internacionalização da M. Dias Branco, analisando uma quantidade enorme de informações para subsidiar o trabalho da área de exportações da empresa, garantindo a identificação de mercados prioritários, insights para tomada de decisões e demais informações necessárias para auxiliar a empresa em seu plano de expansão para mercados priorizados”, destacou o gerente do Observatório da Indústria da FIEC, Guilherme Muchale.

De acordo com ele, a FIEC uniu a expertise da equipe multidisciplinar do Observatório, composta por economistas, designers, analistas de BI, cientistas e engenheiros de dados com as metodologias maduras do Centro Internacional de Negócios para cocriar uma solução inovadora e exclusiva com a M. Dias Branco. “A empresa tem avançado ao longo dos últimos anos com a implantação de sua cultura Data Driven. Ou seja, a gestão e as tomadas de decisão são cada vez mais orientadas por informações estratégicas”, explicou.

Ivens Dias Branco Júnior ficou surpreso com o potencial do Observatório da Indústria

O diretor de Tecnologia da Informação da M. Dias Branco, Mauro Alarcon, lembra que a semente dessa parceria foi plantada durante uma visita ao Observatório da Indústria realizada pelo empresário Ivens Dias Branco Júnior, presidente da companhia, no ano passado, a convite do presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante. Ivens Júnior ficou surpreso com o trabalho desenvolvido no âmbito da geração, uso e disseminação de dados e finalizou a visita com a sinalização de parceria futura.

“Em vez da empresa internalizar um projeto como esse, a gente entendeu que poderia contar com esse importante braço da FIEC. O Observatório possui vários diferenciais, entre eles uma equipe de especialistas que são difíceis de achar no mercado. Além disso, tem um custo mais acessível que o de uma consultoria de São Paulo, por exemplo, e o acesso a dados que a gente não tem. O espaço do Observatório também é muito legal, foi lá onde realizamos o nosso workshop para construirmos o roadmap do que vai ser desenvolvido no projeto”, ressaltou Alarcon.

A M. Dias Branco tem intensificado nos últimos anos os investimentos no comércio internacional e, mesmo na pandemia, registrou crescimento no seu faturamento em exportações. O diretor de Exportações da M. Dias Branco, César Reis, avalia que as informações sobre os países a serem entregues pela FIEC irão auxiliar a resolver a dificuldade da empresa de priorizar mercados.

Quadro mostra um resumo do comércio exterior da M. Dias Branco 

“São muitos países, muitos produtos e a gente tem recursos limitados. Então, contar com uma ferramenta de priorização, que contenha informações de uma maneira visualmente fácil de compilar e de assimilar pode nos trazer mais agilidade na tomada de decisão”, afirmou Reis.

A gerente do Centro Internacional de Negócios da FIEC, Karina Frota, considera que o trabalho realizado através da parceria entre as áreas traz vantagens relevantes e o desafio compartilhado aumenta a capacidade criativa para gerar alternativas e redução no tempo de execução das tarefas. “Com uma visão totalmente sistêmica, o presidente Ricardo Cavalcante aproximou o CIN do Observatório da Indústria e fortaleceu a atuação internacional através do compartilhamento de bases de dados”, frisa Karina.

O líder do Observatório da Indústria, Sampaio Filho, diz que o equipamento tem feito grandes investimentos em bases de dados, tecnologia e talentos para auxiliar as indústrias cearenses a ampliarem seu acesso aos mercados e se tornarem mais competitivas. “É uma honra para a FIEC contribuir na implantação de uma estratégia de ambição digital de um grupo empresarial reconhecido por sua excelência”, concluiu Sampaio.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business