18 de fevereiro de 2020

VISÃO SOLIDÁRIA

Óticas Visão distribui óculos a estudantes de projetos sociais

Óticas Visão mantém o projeto há 40 anos                  Foto: Divulgação

Um estudo da OMS revela que 30% das crianças com idade de seis a 14 anos se evadem da escola por não conseguirem enxergar ou ouvir satisfatoriamente. Dessa forma, enxergar bem na infância é pré-requisito para um bom aprendizado.
Sensibilizados com esses dados, o grupo Óticas Visão, comandado pela família Assis Cavalcante, viabiliza óculos de grau para crianças e adolescentes dessa faixa etária, através do projeto Visão Solidária, totalmente custeado pela empresa.
Ele objetiva promover a correção da visão de quem mais precisa, mas não tem oportunidade. “Fazemos parceria com institutos de responsabilidade social, viabilizando desde a consulta com o oftalmologista, passando pelo atendimento personalizado de nossa equipe para escolha das armações, até a confecção das lentes em nosso laboratório. Já são 40 anos contribuindo para melhorar o cotidiano de cada pessoa contemplada”, ressalta Assis Cavalcante.

Estudante gosta dos novos óculos que ganhou do Visão Solidária

No próximo sábado (22) serão entregues 11 óculos escolhidos no início deste mês nas duas instituições parceiras, a Fundação Beto Studart e o Instituto Bom Vizinho. “Esse é um projeto que faz a diferença, pois a visão impacta nos resultados escolares e no convívio social das crianças e adolescentes. Parabenizamos a iniciativa das Óticas Visão”, destaca Ana Maria Studart, vice-presidente da Fundação.
Para Honório Pinheiro, presidente da rede Pinheiro Supermercado, mantenedora do Instituto Bom Vizinho, a parceria é gratificante. “Porque se trata de uma necessidade primordial, a correção da visão. E percebemos o quanto isso contribui para melhorar a autoestima de quem recebe os óculos”, destaca.
Após realizar consulta oftalmológica, as crianças e adolescentes participantes dos projetos das instituições parceiras têm a possibilidade de escolher uma armação, além de lentes específicas e personalizadas para cada necessidade de correção.

Mais notícias

Ver tudo de Negócios