29 de outubro de 2020

ALTA TEMPORADA

MTur tem R$ 3 bilhões disponíveis para impulsionar empresas do setor no País

O Ministério do Turismo já disponibilizou mais de R$ 2 bilhões em crédito para empreendedores do setor, principalmente para micro e pequenas empresas, com o objetivo de acelerar a retomada econômica numa área relevante para o País, que possui atrativos turísticos reconhecidos internacionalmente.

Litoral brasileiro tem locais que atraem turistas do mundo todo                     Foto: Divulgação

Com estes recursos, a estimativa é de que mais de 26 mil empregos tenham sido preservados. Por meio do Fundo Geral do Turismo, outros R$ 3 bilhões ainda estão disponíveis para apoiar o setor, inclusive, no período de alta temporada, que se inicia em dezembro.

Além do Fungetur, o Governo Federal concedeu ao setor, este ano, outros R$ 10,9 bilhões em linhas de crédito para capitalizar serviços turísticos. Os recursos já estão na conta dos empreendedores e foram liberados pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES, BNB e Banco da Amazônia. Com isso foram garantidos R$ 12,9 bilhões para socorrer empresas do setor de turismo, um dos mais afetados pela pandemia de Covid-19.

“Esse suporte aos empreendedores do setor mostra o compromisso do Governo Federal e do presidente Jair Bolsonaro com a sobrevivência de empresas e atrativos turísticos e, consequentemente, com a manutenção de empregos em todo o País”, destacou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Para garantir fôlego às empresas e a manutenção de empregos, o Governo Federal autorizou a liberação histórica de R$ 5 bilhões em crédito com taxas e prazos diferenciados, por meio do Fungetur. Segundo o Secretário Nacional de Turismo, Lucas Fiuza,  responsável pela área, neste ano, já foram assinados 2.025 contratos, sendo 75% para capital de giro. O número é 4.400% maior que os contratos firmados em 2018 (45).

Os R$ 2 bilhões, já autorizados pelo MTur às instituições financeiras que participam do Fungetur, representam um crescimento de 602% em relação ao que foi ofertado em 2018 (R$ 286,4 milhões). Estes recursos permitiram o acesso ao crédito por 1.982 empresas, localizadas em 428 municípios de 15 estados. A maioria, 99,8%, são Microempreendedores Individuais, além de micro, pequenas e médias empresas.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business