12 de junho de 2020

ANÁLISE NO CADE

Latam e Delta pretendem formar joint venture para superar impactos da Covid

Uma nova parceria no setor de transporte aéreo deve surgir em breve, gerando impactos positivos, pois Latam e Delta Airlines devem fechar uma joint venture nos próximos meses. A proposta foi apresentada e será analisada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Latam e Delta querem realizar operações em conjunto                                   Foto: Divulgação

As tratativas já vinham ocorrendo desde o no ano passado, quando a companhia norte-americana vendeu sua participação na Gol, mas a pandemia do novo coronavírus acabou acelerando o processo. Afinal, o setor de transporte aéreo foi atingido em cheio com a queda abrupta e prolongada das viagens, principalmente internacionais.

De acordo com o diretor-executivo da Latam Brasil, Jerome Cadier, a nova parceria integra a estratégia de enfrentamento aos desafios impostos pela pandemia de Covid-19 que se alastrou pelo mundo. Basta, agora, a aprovação do projeto por parte do Cade.

“Nossa aliança estratégica com a Delta continua sendo uma prioridade. Essa apresentação reafirma nosso compromisso em fornecer aos clientes liderança em conectividade e experiência de viagem nas Américas e a aliança é uma das maneiras pelas quais emergiremos dessa crise global como um grupo de companhias aéreas mais forte, mais ágil e mais competitivo”, afirmou.

Em nota, o diretor-executivo da Delta, Ed Bastian, ressaltou, no site da empresa, que a parceria já havia sido construída no ano passado e que o novo contexto aprofundou a intenção de construção da atuação conjunta, que será aprovada pelos clientes.

No mês passado a Latam entrou com um pedido de Recuperação Judicial nos Estados Unidos, devido aos impactos provocados pela pandemia. No dia 26 de maio, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse que o Governo Federal acompanha o caso. (Com informações da Agência Brasil)

Mais notícias

Ver tudo de Negócios