Sábado, 01 de Agosto de 2020

Gran Marquise Hotel investe R$ 1,5 milhão em reforma do Salão Blue Night e se prepara para reabertura

3 Dionisio Barsi, Jose Carlos Pontes E Philippe Godefroit

Dionisio Barsi, Jose Carlos Pontes e Philippe Godefroit

Em 1992, a Avenida Beira-Mar, em Fortaleza, recebia um novo e imponente equipamento hoteleiro, operado pelo sólido Grupo Marquise. Com renome internacional, a bandeira Caesar Park logo virou referência em qualidade, sofisticação e muito luxo. O projeto apresentava como alguns dos diferenciais uma enorme quantidade de obras de arte espalhadas pelo espaço, projeto paisagístico de Burle Marx e uma gastronomia que se equiparava aos melhores hotéis do mundo.

Com o passar dos anos, o mercado evoluiu e o Grupo decidiu administrar com identidade própria uma das maiores empresas da hotelaria cearense, que passou a receber o nome de Gran Marquise Hotel. A expertise na área possibilitou um sem número de certificações de qualidade e prêmios nacionais e estrangeiros.

Na gerência de empreendimento, desde 2010, está o parisiense Philippe Godefroit, formado em Hotelaria pela Universidade de Thonon-Les-Bains. O executivo, que atua no segmento hoteleiro há 40 anos, já teve passagens por hotéis da França, Istambul, Turquia, Bagdá e Iraque. “Desde o início, o Grupo Marquise atuou no fortalecimento da marca, um trabalho feito de forma muita séria e profunda. Ao longo de todo esse tempo, mais de R$ 20 milhões já foram investidos no Gran Marquise”, afirma Philippe.

Gran Marquise

Gran Marquise Hotel

Inovações ao longo dos anos
Optando por oferecer o melhor aos clientes, o Gran Marquise sempre apostou em inovação para atender ao público mais exigente e refinado. As opções de acomodação, todas com ofertas de serviços 5 estrelas, estão incluídas em cinco diferentes categorias: Luxo, Studio, Suíte Junior, Superior e Gran Class. Esta última, para se ter noção do requinte, ocupa três andares e 53 apartamentos e foi pensada para os hóspedes mais exigentes e que desejam exclusividade. Nesta categoria, os clientes contam com serviços como menu de travesseiros, atendimento personalizado, massoterapia e taça de espumante no check-in.

Outro segmento bastante trabalhado pelo Gran Marquise são os eventos, sejam corporativos, sociais ou catering. No hotel, é possível optar por mais de 20 tipos de salas para realização de reuniões, palestras, seminários, feiras e congressos. Os belos salões são sempre escolhidos para realização de grandes festas de casamento, confraternizações e bodas. Mais de 80 matrimônios chegam a ocorrer anualmente. Além disso, com criatividade, sabor e qualidade comprovada, o Gran Marquise Catering leva para os mais diversificados eventos todo o sabor da premiada cozinha dos seus restaurantes.

No Mangostin o cliente pode conhecer os segredos gastronômicos da Tailândia, China, Coreia e Japão, com alguns toques e segredos da culinária brasileira. No restaurante Mucuripe, a especialidade são os pescados e pratos com um toque regional. Já no Lobby Bar do Hotel, é possível escolher o melhor da cozinha internacional, contemplando um raro painel do Burle Marx, ouvindo música ou mesmo agendando importantes reuniões profissionais.

Em 2015, um fitness center e um spa (parceria com a grife francesa L’Occitane), com cinco cabines de massagem, jacuzzi de frente para o mar, sauna seca e a vapor, cabelereiros, entre outros serviços, passaram a ocupar um espaço de 400 m² no último andar no prédio.

Crescimento em 2019 e atual momento

Philippe Godefroit

Philippe Godefroit

Philippe Godefroit nos fala que 2019 foi um ano excepcional para os negócios. “Tivemos um crescimento de 12% com relação a 2018, um número muito bom”, afirma. O início de 2020, mais precisamente os meses de janeiro e fevereiro, também foram marcados por expansão.

“Para 2020, tínhamos projeção de aumento de 10 a 11% em termos de resultados e 8% em termos de receita total. Em março, porém, fomos surpreendidos por essa atual pandemia do Covid-19. Optamos, então, por fechar o hotel, temporariamente, até que tudo seja normalizado”, assevera.

Com planejamento de reabertura para o mês de agosto, o gerente geral do cinco estrelas nos conta que todo um estudo estratégico vem sendo feito para que, logo de início, a taxa de ocupação não seja inferior a 25%. “Sabemos que essa reabertura será delicada, mas fazemos parte de um Grupo muito sólido e acreditamos que logo iremos retomar as rédeas do negócio”, aponta Godefroit.

O cuidado e a atenção com os clientes continuam a ser ponto chave para o sucesso do Gran Marquise. Além do contato recorrente por meio de e-mails e informações em redes sociais, o Hotel optou por flexibilizar toda a política de cancelamento e reembolso.

Reabertura do Salão Blue Night e futuro
Nem mesmo o atual momento fez com que o desejo de continuar oferecendo o melhor fosse interrompido. Prova disso é o investimento de R$ 1,5 milhões na reforma e reabertura do Salão Blue Night, um dos mais nobres e belos do Hotel. O novo espaço, projetado pelo renomado arquiteto Racine Mourão, inclui novas configurações para a cozinha, diferentes divisões no espaço, nova climatização, além de uma decoração especialmente pensada para esse novo conceito.

Racine Mourao

Racine Mourao

Philippe Godefroit diz que se manter otimista para os novos tempos é filosofia do Grupo Marquise. Segundo ele, 2021 será um ano normal e de muito desenvolvimento, apesar de algumas mudanças que deverão ocorrer. “Novos padrões e normas de qualidade irão surgir na hotelaria. Mas nós, como sempre, estaremos preparados e sempre à frente”, explica.

Mais notícias

Ver tudo de Agenda