INFRAESTRUTURA

Governo do Ceará discute rodovias e a construção de uma usina de querosene de aviação

Por Marcelo - Em 7 de fevereiro de 2020

Camilo Santana e general Santos Filho falaram sobre o Anel Viário                                                   Foto: Divulgação

O governador Camilo Santana esteve reunido com o superintendente do Dnit, general Santos Filho, e o titular da SOP, Quintino Vieira, com o objetivo de discutir a situação das rodovias estaduais e federais mais relevantes para o escoamento da produção e o tráfego de pessoas.
Dentre elas, receberam atenção especial a obra do Anel Viário – rodovia federal, mas executada pelo Governo do Ceará – e a CE-155, que interligada à CE-010 conecta os portos do Mucuripe e do Pecém.
Camilo reforçou a parceria do Governo do Ceará com o DNIT e falou sobre a importância do Anel Viário para a população da RMF, uma vez que tem 32 quilômetros de extensão, passando por Caucaia, Maranguape, Maracanaú, Fortaleza e Eusébio.
“Vamos ter a rota toda duplicada, do Porto do Mucuripe até o Porto do Pecém, livrando o fluxo de carga pesada de dentro da capital”, afirmou Camilo Santana, colocando a infraestrutura do Governo do Estado à disposição do Dnit.
Pioneirismo
Equipes dos governos do Ceará, Federal e da Alemanha participaram de um workshop na Cegás, para discutir a geração de combustíveis alternativos para aviação. Trata-se de uma tecnologia disruptiva e de impacto neutro para o meio ambiente e a sociedade
Foi debatido um arranjo institucional para construir a primeira planta piloto de combustíveis alternativos para aviões. Com isso, deve ser implantada no Ceará, até 2023, a primeira usina do mundo para produzir o querosene de aviação (QAv).

Evento na Cegás discutiu a construção de uma planta piloto de produção de QAv no Ceará até 2023

Mais notícias

Ver tudo de IN Business