RANKING DO CAGED

Fortaleza se destaca no Brasil como a segunda maior geradora de empregos

Por Marcelo - Em 29 de janeiro de 2021

A capital cearense foi a segunda do Brasil na abertura de novos postos de trabalho com carteira assinada no mês passado, com um total de 2.354 empregos gerados no resultado final. Fortaleza encerrou dezembro com 17.409 contratações e 15.055 demissões, demonstrando sua capacidade de recuperação.

Fortaleza obteve um desempenho bastante positivo em dezembro                 Foto: Divulgação

Outra cidade cearense que obteve destaque no ranking do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados em dezembro foi Maracanaú, onde está localizado o Distrito Industrial, que ficou na 15ª colocação no cálculo final entre contratações e demissões, num universo de 5.632 municípios de todo o Brasil.

Sobral também ocupou lugar destacado no ranking do Caged, pois no acumulado em 12 meses do ano passado foi o município cearense com o maior resultado final entre contratações (11.307) e demissões (8.473), gerando 2.834 novos empregos com carteira assinada. O que lhe valeu a 30ª colocação na criação de empregos no Brasil.

A líder no País foi a capital fluminense, que em dezembro de 2020 teve um saldo final de 4.828 novos empregos criados. Vale destacar que o Rio de Janeiro é a segunda cidade mais populosa do Brasil, com população acima de 6,7 milhões de pessoas, segundo estimativas do IBGE do final de agosto do ano passado. Ou seja, mais que o dobro de Fortaleza, que no estudo aparece com 2,6 milhões de habitantes.

E confirmando o bom desempenho na geração de empregos na capital cearense, o Sine Municipal anunciou estar com 407 vagas abertas, inclusive para pessoas com deficiência. O maior número oportunidades é para costureira de máquina industrial (50), auxiliar de cozinha (31) e coordenador de restaurante (25). Mais informações podem ser obtidas presencialmente nas unidades do Sine das Regionais I, III, V e VI, ou via e-mail (sinemunicipalfor@sde.fortaleza.ce.gov.br), pelos telefones (85)-3105-3712 e 3223-5437, e pelo WhatsApp (85)-98513-4385, mas que não recebe ligações.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business