SEMINÁRIO DE GESTORES

FIEC debate gestão pública, PPPs e o desenvolvimento de clusters no Ceará

Por Marcelo - Em 20 de julho de 2021

Os desafios provocados pela pandemia e como os gestores públicos devem enfrentá-los estão no centro das discussões da IX Edição do Seminário de Gestores Públicos – Prefeitos Ceará 2021, evento 100% online, que tem como tema central “Gestão e desenvolvimento em novos tempos”. O evento, que teve início nesta terça-feira (20), conta com patrocínio da Federação das Indústrias do Estado do Ceará e do Instituto Euvaldo Lodi.

Andre Montenegro destacou o empenho da FIEC em incentivar PPPs                   Foto: Portal IN

O primeiro painel, com o tema “Gestão pública”, contou com a participação do vice-presidente da FIEC, André Montenegro, e do gerente do Observatório da Indústria da FIEC, Guilherme Muchale, que apresentou o projeto “Estratégias para o desenvolvimento dos clusters do Ceará”. O governador Camilo Santana fez a Palestra Magna sobre o legado pós-pandemia para o Estado. O prefeito de Fortaleza, José Sarto falou sobre os projetos para a Capital.

André Montenegro destacou o empenho da gestão da FIEC, presidida por Ricardo Cavalcante, em incentivar parcerias público-privadas. “Um dos nossos objetivos de gestão é chegar nas prefeituras, fazer parcerias para levar o atendimento das casas Sesi, Senai, IEL, CIN e Observatório da Indústria para esses municípios, para apoiar a tomada de decisão de gestores”, afirmou.

Montenegro ressaltou, ainda, a parceria da FIEC com o Governo do Ceará na pandemia, que tem trazido muitos benefícios para a sociedade. Ele lembrou ainda das oportunidades que devem vir ao Ceará com a implantação das plantas de Hidrogênio Verde e da necessária preparação de empresas e poder público para aproveitar esses investimentos.

Em sua apresentação sobre o legado pós-pandemia, o governador apontou as ações realizadas pelo Governo do Estado em áreas como saúde, educação e na economia. “A pandemia exigiu muita serenidade, união, trabalho, despertou sentimento de solidariedade nas pessoas e deixou ainda mais evidente a desigualdade no Brasil, além de mostrar a importância do Serviço Único de Saúde, o SUS”, analisou Camilo Santana.

Seminário contou com a participação agentes públicos e da iniciativa privada

Ainda durante o primeiro painel, Guilherme Muchale apresentou o Observatório e as estratégias para o desenvolvimento dos clusters do Ceará. “Trabalhamos em duas frentes: a prospecção de futuro e inteligência competitiva, construindo estratégias para o desenvolvimento de longo prazo do Ceará e gerando informações confiáveis para subsidiar tomada de decisões”, explicou. Guilherme Muchale mostrou o trabalho feito com o Guaiuba Chemical Park, um condomínio industrial idealizado pelo Sindquímica em Guaiuba, e também estudos feitos tomando como base diversos outros condomínios e distritos industriais no Brasil e no mundo.

Também participaram do primeiro painel a diretora-geral da Prática Eventos, Enid Câmara; o diretor-superintendente do Sistema Verdes Mares, Ruy do Ceará; o diretor técnico do Sebrae Ceará, Alci Porto Gurgel Júnior; o presidente do Tribunal de Contas do Ceará, Valdomiro Távora; o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, e outras autoridades.

À tarde, dois outros painéis debateram finanças públicas e inovação. Além disso, palestras discutiram o papel da pesquisa na governança pública, o novo Fundeb e as reformas tributária e administrativa. O seminário é uma realização do Instituto Future e da Aprece, com promoção do Diário do Nordeste.

Amanhã, a abertura do Seminário de Gestores Públicos terá um painel sobre turismo e desenvolvimento econômico sustentável, com a participação de prefeitos de municípios litorâneos do Ceará. Em seguida, a programação terá três espaços de discussões sobre governança, governança interfederativa e desenvolvimento social.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business