17 de agosto de 2020

TRANSPORTE E LOGÍSTICA

Fetranslog e Setcarce apoiam decisão da ANP de reduzir percentual de biodiesel

A Fetranslog e o Setcarce estão apoiando a decisão da ANA em reduzir, de 12% para 10% a mistura obrigatória de biodiesel no óleo diesel que é vendido nos postos espalhados por todo o Brasil, devido à retração da oferta do biocombustível e ao aumento da demanda, devido à retomada da atividade econômica.

Clóvis Bezerra lembra que entidades querem a redução da mistura       Foto: Portal IN News

Segundo o presidente das duas entidades que representa os setores de transporte rodoviário e logística no Nordeste, Clóvis Bezerra, a menor disponibilidade de biodiesel pode comprometer o abastecimento da frota nacional, neste momento tão importante para o País.

“A própria CNT e NTC&Logística já vêm batalhando para que esta mistura não seja tão elevada, pois além de colocar o abastecimento de nossos caminhões em risco. Esses equipamentos são caros e com a mistura nos 12% compromete a parte mecânica dos veículos, pois o biodiesel gera água e os motores diesel não aceitam água em sua mistura”, disse Clóvis Bezerra.

BR Distribuidora

Fornecimento de biodiesel está reduzido por causa da pandemia de Covid-19

O mesmo posicionamento foi adotado pela BR Distribuidora, dizendo que a decisão é primordial para garantir o abastecimento de óleo diesel à sociedade brasileira, nos meses de setembro e outubro e que é preciso reiniciar a terceira etapa do 75º Leilão de Biodiesel.

Ressalta, ainda, serem necessárias avaliações de medidas urgentes para o mês de agosto a fim de manter o equilíbrio do abastecimento, uma vez que está havendo oferta reduzida de biodiesel no mercado, colocando em risco o fornecimento do diesel com os 12% de mistura que estão em vigor.

Para a companhia, devido a tamanha imprevisibilidade causada pela pandemia de Covid-19, a flexibilização é o melhor caminho para todo o setor e para a sociedade, pois é inegável o impacto na oferta de biodiesel nos últimos meses, durante os quais o próprio órgão regulador considerou haver um desbalanço.

A BR reitera seu entendimento quanto à relevância dos biocombustíveis para a matriz energética brasileira, tendo no biodiesel, em conjunto com o etanol, a garantia ao País de uma posição de destaque pela diversidade de fontes energéticas no planeta.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business