3 de junho de 2020

PREVENÇÃO

Fecomércio-CE estabelece protocolos para a reabertura dos estabelecimentos

A Fecomércio-CE desenvolveu uma série de protocolos para a reabertura responsável dos estabelecimentos em todo o Ceará, que foi desenvolvido pelo seu Grupo Técnico de Trabalho (GTT), abrangendo recomendações gerais e setoriais. O documento está sendo encaminhado para os seus associados.

Maurício Filizola ressaltou a importância do retorno aos negócios         Foto: Portal IN News

“Este é um momento importante para todos nós, empresários e líderes setoriais. Depois de mais de 60 dias, estamos retomando as nossas atividades, diante de um cenário único na história mundial. Tenho certeza que ao retornar para as nossas empresas, para essa atividade que é parte da nossa vida, o comércio de bens, serviços e turismo, estaremos olhando o nosso negócio de outra forma”, disse o presidente da entidade, Maurício Filizola.

Dentre as medidas gerais ficou definida a observação das normas específicas para o combate à Covid-19 editadas pelas autoridades de saúde e do trabalho; elaborar Protocolo Institucional para estabelecer medidas de segurança aos seus colaboradores, clientes e fornecedores, e eleger uma pessoa para supervisionar as novas práticas, semanalmente, em sistema de rodízio.

Também foram recomendadas diversas ações referentes a transporte, turnos de trabalho, uso de EPIs, saúde dos funcionários e condições sanitárias, num total de mais de 53 recomendações para todos os estabelecimentos que voltarem a operar.

Já nos protocolos setoriais, especialmente para os estabelecimentos de alimentação, ficou proibida a realização de eventos, celebrações e música ao vivo; prevenção quanto ao distanciamento mínimo em possível ocorrência de filas; priorizar atendimento de pedidos via telefone, internet ou aplicativos; e usando delivery, drive thru ou retirada rápida no momento da entrega.

Trabalhadores do comércio precisarão utilizar EPIs durante o expediente

Com relação a transporte, turnos, EPIs e saúde dos funcionários, seguem as mesmas normas gerais. Já em relação às condições sanitárias foram solicitadas pelo menos nove ações de higienização nas áreas de preparo dos alimentos, equipamentos e cuidados especiais de todos os colaboradores.

Ainda houve orientação aos setores de comércio atacadista e varejista remoto, exceto o alimentício, também no sentido de reforçar as ações sanitárias preventivas. E o setor de cabeleireiros, manicures e pedicures também foi determinada uma série de cuidados extras, com o objetivo de evitar que possa haver um retrocesso do plano de retomada das atividades, caso haja um crescimento da disseminação do vírus.

O presidente da Fecomércio-CE ressaltou que os empresários devem retornar aos seus estabelecimentos com a mesma garra e vontade de fazer acontecer. Com a oferta de soluções em forma de produtos e soluções para este “novo mundo”.

“É muito importante que as nossas lideranças se empenhem em divulgar este material para os empresários da sua base. Só vamos garantir uma retomada completa se seguirmos os protocolos, preparando as empresas para receber os clientes com toda a segurança”, completou Maurício Filizola.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business