ESTUDO DA FIEC

Exportações cearenses registram alta de 45% em maio. No ano, o acumulado chega a US$ 832,3 milhões

Por Marcelo - Em 14 de junho de 2021

As exportações do Ceará registraram um crescimento de 45% em maio, frente a igual mês do ano passado, representando um total de US$ 177,3 milhões. Se comparado com o resultado de abril deste ano, percebe-se uma redução de 19,3%. No acumulado do ano, o valor exportado foi de US$ 832,3 milhões, alta de 3,7% frente a igual período de 2020.

Exportações cearenses já acumulam US$ 832,3 milhões este ano                     Foto: Divulgação

As importações cearenses apresentaram desempenho positivo em maio, registrando US$ 303,8 milhões e um aumento de 36,5% em relação ao mês anterior. Se comparado com maio de 2020, observa-se um aumento de 28,9%.
O montante de US$ 1,28 bilhão em importações permitiu uma alta de 20,6% no acumulado deste ano. Os resultados dos primeiros cinco meses de 2021 geraram um saldo negativo de US$ 448 milhões na balança comercial do Ceará.

A participação da pauta exportadora cearense na balança comercial do Nordeste é de 11% e, no âmbito nacional, se mantém em 0,77%. As importações cearenses representam nos âmbitos regional e nacional 14,9% e 1,6%, respectivamente, quando analisados os resultados de 2021. As informações são do estudo Ceará em Comex, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC.

Apesar da queda de 1,3%, as exportações de São Gonçalo do Amarante corresponderam a 49% do total vendido pelo Ceará e registraram US$ 422,8 milhões em produtos vendidos ao exterior em 2021. O resultado negativo se deu, principalmente, em consequência da redução das vendas de produtos siderúrgicos, principais da pauta exportadora cearense.

Fortaleza obteve um desempenho positivo de 71,6%, somando em exportações o valor de US$ 83 milhões. Os principais produtos exportados pela Capital foram cocos e seus produtos, castanhas de caju, minérios de ferro e cera de carnaúba. Com exportações no valor de US$ 75,4 milhões, o município de Caucaia apresentou aumento de 1,7%, e apareceu em terceiro lugar no ranking dos municípios exportadores cearenses.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business