7 de julho de 2020

TENDÊNCIA DE CONSUMO

E-commerce da RMF tem alta de 163% em junho e chega a R$ 180,4 milhões

A Região Metropolitana de Fortaleza faturou R$ 180,4 milhões no comércio eletrônico somente no mês de junho, devido ao isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus, que registrou forte impacto no aumento nas compras online. Frente a igual mês de 2019, o aumento do faturamento foi mais que o dobro (163%).

E-commerce na RMF registrou forte expansão na pandemia                           Foto: Divulgação

No ano passado foram R$ 68,6 milhões, de acordo com o estudo do Movimento Compre & Confie. Outro dado relevante do levantamento feito na região foi a quantidade de pedidos realizados: que chegaram a 329,5 mil, crescimento de 141,9% em relação a junho de 2019 (136,2 mil pedidos).

Com o objetivo de promover a capacitação para quem deseja empreender no e-commerce, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico realizará o Ciclo MPE – palestras gratuitas – nesta quinta-feira (9), das 9 às 17 horas. Os interessados devem se inscrever pelo site http://www.ciclo-mpe.net.

Os inscritos receberão o link de acesso à sala do evento por e-mail e, através da plataforma digital, poderão tirar as dúvidas e receber mentorias em tempo real. “Essa é uma boa oportunidade para quem está desempregado e busca novos desafios, para quem pretende aumentar a renda, entre outros diferentes públicos”, afirmou Renata Carvalho, coordenadora do Ciclo MPE.

Os participantes poderão aprender como planejar uma loja virtual, como transformar visitantes em consumidores, sobre logística e marketing digital. “Outro ponto importante é que o empreendedor avalie e entenda em qual nicho de mercado pretende ingressar, para assim, avaliar o perfil do potencial consumidor”, acrescentou.

Outros dados do Movimento Compre & Confie revelam como está o comportamento do comprador da RMF. No mês passado 50,9% das compras online foram realizadas por mulheres, enquanto os homens representaram 49,1%. Neste mesmo período, o valor do tíquete médio comercializado foi de R$ 547,50.

Mais notícias

Ver tudo de Negócios