22 de maio de 2020

ENERGIA RENOVÁVEL

Casa dos Ventos assina contrato com a Tivit e acelera projeto de R$ 2,4 bilhões

A Casa dos Ventos, que tem como fundador e atual CEO o empresário cearense Mário Araripe, fechou um contrato de longo prazo para fornecimento de energia à Tivit, envolvendo a construção de um complexo eólico no vizinho estado do Rio Grande do Norte, que receberá investimentos de R$ 2,4 bilhões.

Lucas Araripe já negocia a expansão do empreendimento                            Foto: Divulgação

Trata-se da usina Rei dos Ventos, cujas obras já iniciaram e terá capacidade de produzir até 504 megawatts. A Tivit trabalha com uma série de produtos de alta tecnologia, como Digital Business, Cloud Solutions, Digital Payments e Technology Platforms, tendo elevada demanda por fornecimento de energia.

Segundo o diretor de Novos Negócios da Casa dos Ventos, Lucas Araripe, a transação vinha acontecendo desde o ano passado e, agora, chegou ao seu fechamento, afinal, cresce em todo o mundo a tendência por investimentos na área de sustentabilidade. Além disso, os custos de geração de energia eólica e solar vêm caindo.

Ele admite, no entanto, que a queda do consumo de energia, principalmente nos setores industrial e comercial, devido ao coronavírus, devem gerar alguns impactos no futuro, mas reconhece que a pandemia vai passar. Além disso, o processo de reindustrialização que deve ocorrer, para reduzir a dependência da China, levará a um aumento da demanda.

“A perspectiva é que a energia eólica continue sendo atraente. A Tivit fechou o contrato por mais de dez anos para atender à demanda dos 30 escritórios e data centers que possui em todo o território nacional. O fornecimento aos clientes que compraram energia desse parque acontece em 2022”, disse Lucas Araripe.

A dinamarquesa Vestas, que possui uma grande unidade fabril instalada em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, que teve a sua capacidade de produção dobrada em novembro do ano passado e onde são produzidas as turbinas V150-4.2 MW, as maiores produzidas no Brasil.

E o céu parece ser o limite para Mário Araripe e seu filho, Lucas, pois já iniciaram negociações para uma expansão da usina, que deve atingir capacidade fabril de um gigawatt, sendo o fornecimento previsto para o final de 2022 ou começo de 2023.

Casa dos Ventos tem parques eólicos em diversos estados brasileiros e segue com crescimento sólido

 

Mais notícias

Ver tudo de Negócios