16 de setembro de 2020

INVESTIMENTO DE R$ 4,2 BILHÕES

Camilo assina protocolo para construção de uma refinaria no Complexo do Pecém

Um sonho antigo do Governo do Ceará está mais perto de sair do papel. Isso porque o governador Camilo Santana assinou, na manhã desta quarta-feira (16), um memorando de entendimento com a empresa Noxis Energy para a instalação de uma refinaria de petróleo no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, representando um investimento em torno de R$ 4,2 bilhões.

Camilo assina o protocolo de entendimento sobre a refinaria                         Foto: Divulgação

Segundo ele, a previsão inicial da companhia é implantar o projeto em 30 meses, a partir do licenciamento ambiental, gerando 150 empregos diretos e outros 3 mil empregos indiretos, dando ainda mais impulso para o desenvolvimento daquela área industrial que tem mudado perfil econômico da região no seu entorno.

“A refinaria deverá ser instalada na área da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no Pecém. Mesmo em um momento de pandemia, seguimos trabalhando firmes para atrair novos investimentos para o Estado e, com isso, aumentar a geração de empregos para os cearenses”, disse.

Sediada no Rio de Janeiro, a Noxis Energy atua na área de refino de petróleo com plantas em processo de instalação em locais estratégicos ao longo da costa brasileira. No Ceará, a refinaria terá como principal produto o óleo combustível marítimo (bunker), com a capacidade de refino de 50.000 barris por dia, e quando totalmente implantada a produção prevista é de 1,5 milhão de toneladas por ano de combustível, até 2025.

“Estar no Ceará é muito estratégico para a nossa empresa, pois o Estado apresenta condições favoráveis no posicionamento geográfico em um mercado com demanda significativa de derivados num raio de 200 quilômetros, instalações necessárias como o moderno Porto do Pecém, e pode atender também ao Porto de Itaqui no Maranhão. Por falta de oferta, os navios vêm para o Brasil supridos de combustível para a viagem de retorno, e assim nos colocamos como principal fonte de reabastecimento de um bunker limpo, que terá uso compulsório nas embarcações já em 2020, reduzindo o teor de enxofre de 3,5% para 0,5%”, explicou Gabriel Debellian, CEO da Noxis.

Reunião com representantes da Noxis Energy aconteceu no Palácio da Abolição

“Sempre tivemos um objetivo de implantar no Ceará uma refinaria e uma siderúrgica. Em 2017 conseguimos abrir a Companhia Siderúrgica do Pecém, formada pela brasileira Vale e as coreanas Dongkuk e Posco, um grande investimento de todas as partes. Agora, para a instalação da refinaria da Noxis Energy, também nos colocamos à disposição para viabilizar a sua instalação, é um grande investimento para o nosso Estado e para os cearenses”, ressaltou Camilo Santana.

Segundo o titular da Sedet, essa é uma oportunidade única e prova que o Ceará é um Estado maduro e preparado para receber grandes investimentos. “O projeto originalmente seria no Maranhão. Contudo, a localização e as vantagens estratégicas de se instalar no Ceará falaram mais alto, o que trouxe o projeto para solo cearense, que sem dúvida é uma vitória para o Governo do Ceará e para os cearenses”, destacou o secretário Maia Júnior.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business