Turismo de luxo

Brasileiros de alto poder aquisitivo invadem Aspen e Snowmass nesta temporada de neve

Por Pompeu - Em 17 de dezembro de 2019

Profissionais Também Esquiaram Na Montanha De Preferência

Mais investimentos, mais turistas brasileiros e cada vez mais novidades passam a fazer parte do cotidiano de Aspen e Snowmass, no Colorado.

Com o reaquecimento do mercado em 2017, os bons resultados alcançados em 2018 e a alta expectativa para o inverno de 2019, Alinio Azevedo,  COO do Little Nell Hotel Group comemora a excelente fase da divisão de hotelaria da Aspen Skiing Company, responsável por operar quatro montanhas, dois clubes e quatro unidades de hospedagem Em Aspen e Snowmass.

Filho de Ana Lúcia e Haroldo Azevedo, o potiguar não esconde a alegria ao revelar que o Brasil hoje é líder de mercado, , atualmente responsável pelo maior faturamento da companhia.

“Em termos de faturamento, o Brasil hoje é líder de mercado. Já com relação ao volume de turistas, quem lidera é a Austrália. É claro que não estamos no patamar de 2013 e 2014 ainda, mas é perceptível uma melhora nos últimos anos. Tivemos um ano de 2019 muito melhor do que o esperado, se comparado com os últimos 12 meses. E as perspectivas para este inverno são muito boas, sobretudo do mercado brasileiro”, afirmou Alinio Azevedo.

“Em janeiro, praticamente 50% da ocupação do hotel será do mercado brasileiro” – Alínio Azevedo, COO do Little Nell Hotel Group, sobre o novíssimo Limelight Snowmass

Profissionais Conheceram As Dependências Do Novo Limelight Snowmass

Limelight Snowmass

De acordo com o COO, o novíssimo Limelight Snowmass já caiu nas graças do público brasileiro. “Em janeiro, por exemplo, o mês forte deste mercado, praticamente 50% da ocupação do hotel será do mercado brasileiro”, disse Alinio. “E a gente já sabia deste potencial pelo fato do Brasil gostar muito da montanha de Snowmass, mas a gente não esperava que o hotel fosse bem-sucedido no mercado tão rápido”, completa.

Alínio conta que a companhia vai continuar desenvolvendo a Base Village SnowMass. “Temos muito a fazer nos próximos dez anos em termos de desenvolvimento imobiliário na base de Snowmass. Também vamos anunciar novos investimentos nas montanhas em termos de capacidade de fazer neve artificial e novos lifts”. Outro projeto que está em discussão no Condado de Pitkin é a expansão da área esquiável de Aspen, algo que deve ser aprovado já em 2020. “E a partir da aprovação, vamos iniciar o projeto de execução”, destacou o COO do Little Nell Hotel Group.

“O Aspen Skiing Company é uma empresa focada em reinvestir boa parte do lucro operacional no resort e nas montanhas. Todo ano tem algo de novo em Aspen e Snowmass”, completou.

Alinio Azevedo Coo Do Little Nell Hotel Group 768x510

Alinio Azevedo Coo Do Little Nell Hotel Group 768×510

 

O executivo revela que a conectividade entre Brasil e Colorado não deixa de ser um desafio.

“Não é só pela questão do tempo de voo. Não é difícil chegar, mas é caro se comparado com outros destinos na América do Norte e sobretudo na Europa. O custo do aéreo para Aspen ainda é o principal desafio para o mercado brasileiro. E eu não digo nem o custo da experiência no resort, porque, em termos de alimentação, hotéis e esqui, praticamos preços de padrão internacional pela qualidade do produto que oferecemos. Não somos os mais baratos e nem queremos ser”, afirma.

Alinio lembra ainda que Aspen é um destino para todas as idades e estações do ano.

 

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Business