13 de dezembro de 2019

FERRAMENTA

Atlas Eólico e Solar evidencia o potencial de geração no Ceará

Novo Atlas Eólico e Solar do Ceará já está disponível na internet                                                                 Foto: Portal IN

Ainda durante o almoço com o governador, realizado na FIEC, Camilo Santana e Ricardo Cavalcante lançaram o Atlas Eólico e Solar do Ceará, que tem versão impressa e já está disponível na internet, fruto de um trabalho em conjunto envolvendo equipes do Sebrae-CE, FIEC e Adece. Ele demonstra o amplo potencial de geração de energias renováveis que o Estado possui – da ordem de 94,3 GW na eólica, com outros 117 GW na eólica offshore, e impressionantes 643 GW na solar fotovoltaica.

“Isso é modernidade, isso é o futuro. O investidor não vai mais precisar escolher uma área, fazer estudos e projetos, para saber qual o retorno que aquele local vai dar em energia eólica ou solar. Poderá fazer, inclusive simulações numa ferramenta interativa, permitindo que possamos trazer cada vez mais rápido os investidores aqui para o Ceará”, afirmou Camilo.

Único atlas híbrido do Brasil, o trabalho atende a uma demanda da Câmara Setorial de Energias Renováveis da Adece e conta com informações técnicas direcionadas a profissionais do setor, identificando áreas com potencial para investir.

Segundo o presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, o novo Atlas é um divisor de águas para o Ceará. “Ficará à disposição para a comunidade acadêmica, o mercado e a população como um todo. Conseguimos unir talento e tecnologia de ponta em um trabalho de dedicação e muito esforço”, destacou.

Geração eólica e solar pode ser feita de modo consorciado

O presidente da Adece, ressalta o tempo de espera do Estado para a concretização do trabalho. “O Atlas Eólico e Solar do Ceará traz todas as informações necessárias para o investidor escolher a localidade ideal para aportar seus recursos. É um trabalho muito esperado, tendo em vista que sabíamos do nosso potencial de ventos e radiação solar, mas não tínhamos como comprovar”, comemorou Eduardo Neves.

Já o secretário adjunto de Energia, Mineração e Telecomunicações, Adão Linhares, afirma que o Atlas mostra o Ceará em posição de destaque no cenário mundial, com áreas promissoras na costa. Os aproveitamentos energéticos offshore com seus impactos positivos e negativos são citados no estudo.

“Nos 574 quilômetros de costa do Ceará, em uma plataforma que vai até 50 quilômetros mar adentro, o estudo mostrou um potencial de 117 GW com uma característica de constância e estabilidade de produção de energia comparável ao comportamento de uma hidrelétrica, com fator de capacidade superior a 60%”, comenta.

Líder nacional na exportação de aerogeradores, o Ceará é um dos destaques brasileiros em produção industrial para energia eólica, com três grandes fabricantes do mercado mundial: Aeris, Vestas e Wobben. Além da infraestrutura favorável para a exportação dos equipamentos, destacada no Atlas, o Estado possui ainda o Programa de Incentivos da Cadeia Produtiva Geradora de Energias Renováveis (PIER) como grande indutor do setor.

O novo Atlas Eólico e Solar do Ceará está disponível nas versões em inglês e português, de forma impressa e online, além de um aplicativo interativo que foi desenvolvido pela Funceme.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business