1 de junho de 2020

CONSCIÊNCIA

Assis Cavalcante ressalta otimismo com relação ao plano de retomada econômica

O presidente da CDL de Fortaleza, Assis Cavalcante, afirmou que está com um pensamento bastante positivo em relação à retomada da atividade econômica, nesta segunda-feira (1º), em todo Ceará, principalmente na Capital. Trata-se da Fase de Transição, com duração de sete dias e será o referencial para as outras quatro fases do planejamento.

Assis Cavalcante disse que sua expectativa é muito positiva                     Foto: Portal IN News

O empresário ressaltou que as reuniões entre Governo e iniciativa privada iniciaram no dia 19 de março. “E logo percebemos que estávamos trabalhando com ciência, com lógica. E assim que os índices de contaminação e de lotação nos hospitais começaram a melhorar, o Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza, decidiram flexibilizar algumas atividades”.

Afirmou, ainda, que os lojistas estão otimistas com o plano gradual de retomada econômica, acreditando que será possível vencer todas as etapas, sem retrocesso. Inclusive a CDL está orientando os lojistas para este momento de retomada, estarem atentos aos protocolos sanitários e de saúde, evitarem muitos colaboradores nas lojas, bem como aglomerações de clientes.

O comércio abrirá das 10 às 16 horas, a partir de hoje. Enquanto os shopping centers abrirão parcialmente, de 12 às 20 horas, a partir do próximo dia 8. “Inclusive eles estavam previstos para abrir apenas na Fase 4, mas após mostrarem sua importância para a sociedade e assumindo o compromisso de cumprirem todos os protocolos, ficou definido que eles pudessem abrir na Fase 1. A CDL de Fortaleza trabalhou junto com os shoppings, mostrando sua importância, também, para o Governo, pois além dos milhares de empregos gerados, existem os impostos arrecadados”, asseverou Assis.

E que o setor aprovou a decisão da retomada gradual, com base na ciência, dando segurança a todos, visando proteger vidas. Mas é preciso consciência. “Quero conclamar aos lojistas que cumpram os protocolos e, ao mesmo tempo, peço aos consumidores que tenham compreensão se as lojas estiverem cheias. Não entrem e voltem depois. Evitem aglomerações, usem máscaras e se protejam, pois ali está em jogo a vida dos colaboradores e dos próprios clientes, além de suas famílias”, finalizou Assis Cavalcante.

Mais notícias

Ver tudo de Negócios