PEDIDO FORMALIZADO

André Brandão renuncia à presidência do BB por não aceitar interferência externa

Por Marcelo - Em 18 de março de 2021

O presidente do Banco do Brasil, André Guilherme Brandão, renunciou ao cargo formalmente nesta quinta-feira (18), devendo permanecer na instituição financeira até o fim deste mês, enquanto o Ministério da Economia busca um nome para assumir o seu lugar.

André Brandão passou seis meses no comando do banco estatal                      Foto: Divulgação

Desde o final de fevereiro ele já havia ventilado a possibilidade de deixar o comando do BB, pois não concordaria com algumas intervenções por parte do presidente Jair Bolsonaro em relação a algumas estatais. Apesar disso, continuou à frente do banco, mas hoje apresentou o seu pedido formal de renúncia.

Sua renúncia foi apresentada em um fato relevante divulgado pelo banco, e levado ao conhecimento do próprio Bolsonaro, bem como do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente do Conselho de Administração do BB, Hélio Magalhães.

Dentre os nomes cotados para substituí-lo estaria o do presidente da Caixa Seguridade, Eduardo Dacache, que seria uma indicação do presidente da instituição, Pedro Guimarães. Ele teria, inclusive, o aval de Guedes e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Apesar disso, estaria enfrentando resistências internas do próprio BB. André Brandão é considerado um excelente formador de equipe e dono de um estilo diplomático, mas passou apenas seis meses à frente do Banco do Brasil, por não aceitar interferências externas na sua gestão.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business