11 de fevereiro de 2021

NOME A ZELAR

Lira Neto desiste de escrever livro sobre a pandemia de Covid no Ceará

O jornalista Lira Neto, que atualmente reside em Portugal, utilizou suas redes sociais para informar que desistiu do projeto de escrever um livro-reportagem sobre a pandemia de Covid-19 no Ceará. Ele ressaltou que, ao contrário das informações que estão circulando na internet, não é verdade que ele receberia a quantia de R$ 547 mil do Governo do Ceará para escrever referida publicação.

Lira Neto estava entusiasmado com o projeto do livro                                    Foto: Divulgação

“A ideia de escrever e publicar um livro-reportagem sobre o enfrentamento à Covid-19 no Ceará partiu do pressuposto de que se faz necessário documentar, em perspectiva histórica, o drama enfrentado nos últimos meses pelo conjunto da sociedade, de forma dolorosamente trágica, a partir dos relatos e experiências vividas por gestores, profissionais de saúde, pacientes e familiares das vítimas”, afirmou.

Ele disse que havia aceitado o convite com entusiasmo, por esta consciente da responsabilidade social que a tarefa envolvia, pois havia perdido alguns amigos e familiares próximos, infectados pela doença. “Contudo, diante de interpretações e ilações as mais diversas, publicadas na imprensa e repercutidas por canais de divulgação online – algumas delas levianas, que buscaram atingir-me o nome e a reputação -, decidi solicitar ao Governo do Estado do Ceará e à empresa Soter Design o meu afastamento pessoal e profissional do projeto”.

Lembrou que o seu trabalho e  de sua equipe de repórteres e pesquisadores – consistiria na pesquisa e redação do texto – e representaria cerca de 30% do valor orçado e celebrado em contrato entre o Governo e a Soter Design. Correspondendo o custo dos demais 70% a outros itens da produção, edição e distribuição da publicação. Devido à decisão do jornalista, o Governo do Ceará informou que o contrato do projeto será rescindido.

“O episódio, infelizmente, ganhou proporção indevida e passou a ser instrumentalizado politicamente quando uma nota, imprecisa e de título equívoco, assinada por dois jornalistas, foi publicada no site do Estadão – sem que fosse tomado o cuidado básico de se ouvir o principal alvo da desinformação. Depois de décadas de trabalho como jornalista e escritor, meu nome é o único patrimônio de que disponho”, asseverou Lira Neto.

Mais notícias

Ver tudo de IN Loco