27 de janeiro de 2020

DIVERSIDADE DE GÊNERO

Goldman Sachs somente irá auxiliar empresas que tenham mulheres no conselho

David Solomon Goldman Sachs Reuters E1531835073757 (1) Edited

David Solomon. (Foto: Divulgação).

Uma pesquisa promovida pela consultoria McKinsey concluiu que empresas que investem mais em diversidade de gênero tendem a ter resultados 15% acima da média dos concorrentes diretos. Por esse motivo, o presidente do Goldman Sachs, David Solomon, anunciou que a partir de julho desse ano, o banco só vai auxiliar empresas no lançamento de ações que tenham ao menos uma mulher em seu conselho de administração. A partir de 2021, esse número subirá para dois.

De acordo com David Solomon, mesmo que se perca alguns negócios, haverá ganhos no futuro. “Acho que esse é o melhor conselho para as companhias que querem dar alto retorno aos seus acionistas. Nos últimos quatro anos, a performance de empresas nos Estados Unidos que tinham mulheres no conselho foi consideravelmente melhor do que as que tinham apenas homens”, detalhou.

Atualmente, dentre os 11 conselheiros do banco americano, quatro são mulheres. No Brasil, Maria da Silva Bastos deixou o comando executivo da subsidiária, no fim do ano passado, para assumir a presidência do conselho consultivo.

Mais notícias

Ver tudo de IN Loco