31 de julho de 2020

NOVOS INVESTIMENTOS

Tarcísio de Freitas diz que Brasil deverá dobrar capacidade do modal ferroviário

O ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas afirmou que uma revolução ferroviária está em curso no Brasil, ao participar na noite desta quinta-feira (30) de uma transmissão ao vivo nas redes sociais com o presidente Jair Bolsonaro e falou sobre o trabalho da pasta para aumentar o número de ferrovias em todo o País.

Ferrovia Transnordestina deve ter suas obras retomadas                             Foto: Divulgação

Inclusive, afirmou que as obras da Transnordestina serão retomadas. Segundo o ministro, uma decisão do Tribunal de Contas da União permitirá, pela primeira vez, a implantação do modelo de investimento cruzado, no qual trechos de ferrovias serão construídos pela iniciativa privada, sem custos para o Governo Federal.

Revelou que a decisão permitiu a renovação antecipada dos contratos de concessão de estradas de ferro operadas pela mineradora Vale. Pelo novo modelo, a empresa vai construir ferrovias para o Governo em vez de pegar a outorga. Quando a ferrovia estiver pronta, o trecho construído será licitado, gerando uma nova outorga.

Segundo o ministro, o modelo deve gerar R$ 17 bilhões de investimentos privados em ferrovias, beneficiará 55 municípios com obras e abrirá 65 mil postos de trabalho, o que será muito relevante neste momento de retomada econômica.

Entre as obras previstas estão as ferrovias do trecho entre Cariacica-Anchieta, no Espírito Santo, a ferrovia de integração do Centro-Oeste, que vai ligar o Vale do Araguaia, no Mato Grosso, à Ferrovia Norte-Sul, permitindo o escoamento de 10 a 15 milhões de toneladas de grãos.

O trilhos terão bitola de 1,6 metro que, inclusive, possibilitará a utilização de vagões do tipo double-deck, um sobre o outro. “Tem uma revolução ferroviária em curso, presidente. Nós vamos dobrar a participação do modo ferroviário na matriz de transportes”, asseverou Tarcísio Gomes.

Durante a transmissão, o ministro da Infraestrutura também disse que a previsão da pasta é construir mais 4 mil quilômetros de ferrovias pelo País, chegando a 32 mil quilômetros finalizados. Entre as obras citadas pelo ministro está o trecho da Ferrovia Norte-Sul, que vai ligar o Porto de Itaqui (MA) ao Porto de Santos e terá R$ 2,8 bilhões de investimento. (Com informações da Agência Brasil)

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection