REAÇÃO Á FALA DE BOLSONARO

Rodrigo Pacheco suspende sessões que seriam realizadas no Senado esta semana

Por Marcelo - Em 8 de setembro de 2021

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, decidiu suspender as sessões da Casa que seriam realizadas nesta quarta-feira (8) e amanhã, numa clara reação às declarações realizadas pelo presidente Jair Bolsonaro, atacando o ministro Alexandre de Moraes, e o próprio Supremo Tribunal Federal. Na sua opinião, não deve haver conflitos entre os três poderes.

Rodrigo Pacheco defende que não haja conflito entre os poderes                      Foto: Divulgação

Em seus discursos realizados em Brasília e São Paulo, no Dia da Independência, Bolsonaro afirmou que Moraes tem desrespeitado a Constituição Federal, determinando prisões arbitrárias. Ele pediu que o presidente do STF, Luiz Fux, tome atitudes para conter o ímpeto de Moraes e afirmou que não cumprirá as decisões emanadas por Alexandre de Moraes.

Pacheco comunicou diretamente aos senadores sobre sua decisão, ainda na noite de ontem, e sua assessoria confirmou na manhã de hoje. Portanto o depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na Comissão de Acompanhamento da Covid-19 no Senado, está suspenso, assim como outras votações.

Segundo o presidente do Senado, não existe clima para realizar as sessões e paira um clima de insegurança em Brasília, como a possibilidade de invasão do prédio, por integrantes de movimentos que apoiam o discurso de Bolsonaro, conforme informações chegadas ao Setor de Inteligência daquela Casa Parlamentar.

Jair Bolsonaro afirmou às milhares de pessoas presentes nos atos que participou – em Brasília e São Paulo – que deverá ser reeleito nas Eleições 2022, e que só deixará de concorrer à Presidência da República no ano que vem se for morto ou preso por “canalhas”.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection