23 de março de 2020

Combate ao vírus

Roberto Cláudio anuncia a construção de um hospital temporário no PV

O prefeito Roberto Claudio anunciou, na manhã desta segunda-feira (23.03), que a Prefeitura de Fortaleza está iniciando hoje a construção de um hospital temporário no Estádio Presidente Vargas, com capacidade de 204 leitos de UTI para atender eventuais pacientes de coronavírus.  O local tem previsão de começar a funcionar em 24 de abril.

“Nesta segunda-feira, avançamos com mais alternativas e soluções. Nossas equipes da Saúde e da Educação empreenderam um conjunto de ações com o propósito de garantir mais segurança aos nossos idosos na campanha de vacinação contra a gripe, que se inicia hoje. Hoje marca também o início da construção do Hospital Emergencial do PV, uma ação fundamental para superarmos este mundial desafio da saúde”, anunciou RC.

O anúncio foi feito durante Live em seu perfil no Facebook, quando divulgou, também, que a partir de hoje o IJF2 já começa a disponibilizar leitos de UTI para esses pacientes. “Hoje já temos 10 leitos montados, na próxima semana serão mais 24 leitos e assim, progressivamente, iremos montar 175 leitos de UTI no IJF2”, afirmou o prefeito Roberto Claudio, destacando, ainda, a campanha de vacinação contra a gripe H1N1 (influenza), que começou no final de semana em 21 Postos de Saúde e será realizada também em 200 escolas e em estacionamentos de cinco shoppings da cidade, descentralizando os locais de vacinação exatamente para evitar a aglomeração.

Bom dia! Nesta segunda-feira, avançamos com mais alternativas e soluções. Nossas equipes da Saúde e da Educação empreenderam um conjunto de ações com o propósito de garantir mais segurança aos nossos idosos na campanha de vacinação contra a gripe, que se inicia hoje. Hoje marca também o início da construção do Hospital Emergencial do PV, uma ação fundamental para superarmos este mundial desafio da saúde. #MaisAção #SeguirJuntos #NossaFortaleza

Publicado por Roberto Cláudio em Segunda-feira, 23 de março de 2020

O projeto prevê uma área livre com potencial de expansão de mais 100 leitos para ser usada em caso de necessidade. “Essa área não será equipada no primeiro momento, mas ficará como área de reserva”, informou Roberto Cláudio.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection