INVESTIMENTO DE R$ 19,4 MILHÕES

Prefeitura de Fortaleza lança pacote de ações para ampliar a educação inclusiva

Por Marcelo - Em 22 de setembro de 2021

A Prefeitura de Fortaleza lançou nesta quarta-feira (22), um pacote de ações voltadas ao fortalecimento da educação inclusiva na Rede Municipal de Ensino. O anúncio foi feito pelo prefeito José Sarto e ocorreu na Semana da Educação Inclusiva, que segue até a próxima sexta-feira, em alusão ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro.

Essas ações representam um investimento total de R$ 19,4 milhões, abrangendo formação e contratação de novos profissionais, aquisição de equipamentos e ampliação das Salas de Recursos Multifuncionais para o atendimento dos alunos com deficiência matriculados na Rede Municipal.

José Sarto e Dalila Saldanha falaram sobre a importância da inclusão              Foto: Divulgação

Conforme o prefeito, o pacote de ações reconhece a educação inclusiva como necessidade de adequar o ensino a cada aluno, com sensibilidade na pedagogia para tratar os diferentes. “Lhes damos condições para se desenvolverem cognitivamente, para interagirem de forma isonômica e igualitária com outros alunos, fazendo com que seus potenciais revolucionem as histórias de vida deles e de suas famílias”, afirmou Sarto.

Para reforçar o trabalho já desenvolvido, será lançado processo seletivo de 530 estagiários, que atuarão em parceria com os professores no Atendimento Educacional Especializado ofertado pelo Município aos alunos com deficiência. Para esta ação, a gestão municipal investirá, anualmente, R$ 5,1 milhões.

Novos investimentos de menor valor serão realizados, como a seleção de 12 psicopedagogos, que atuarão de forma integrada aos psicólogos que já compõem o Serviço de Psicologia Escolar; o atendimento aos estudantes será ampliado com a implantação de 55 novas salas de recursos multifuncionais até 2023. Com isso, Fortaleza passará de 210 para 265 salas, com investimento de R$ 1,7 milhão, entre outras melhorias.

Maior demanda

De acordo com a titular da SME, Dalila Saldanha, conforme as matrículas vão aumentando, as exigências vão também crescendo. Essas estratégias garantem uma maior qualificação do atendimento. Na prática, toda a comunidade escolar será formada para o conhecimento da educação inclusiva, inclusive com participação da família, cuja presença no processo educacional é essencial.

Serão distribuídos, ainda, cerca de 10 mil tablets para atender a todos os alunos com deficiência matriculados na Rede Municipal, o que representa R$ 9,8 milhões de investimento. “Tudo isso faz parte de conceitos importantes da psicologia e da pedagogia como parte da vivência desses alunos. O processo vai desde a portaria da escola, ao momento da alimentação, ao cuidado e à higiene das crianças”, explicou Dalila.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection