4 de maio de 2021

NENHUMA IRREGULARIDADE

Ministério Público Federal arquiva ação que investigou compra de respiradores artificiais feita pelo Governo do Ceará

O Ministério Público Federal no Ceará arquivou a ação que havia sido realizada pela Polícia Federal com o objetivo de apurar supostas irregularidades que teriam sido praticadas por integrantes do Governo do Ceará, na aquisição de 700 respiradores artificiais no ano passado, para tratamento de pacientes infectados pela Covid-19.

Compra de respiradores artificiais foi realizada de modo legítimo                    Foto: Divulgação

De acordo com o relatório do MPF, não foram identificadas irregularidades que possam configurar crime na compra dos equipamento junto à China Meheco Corporation, pelo valor de US$ 23 mil cada, cujo valor chegou a US$ 16,1 milhões, ou R$ 82,2 milhões, pela conversão do dólar à época da aquisição.

Na avaliação dos procuradores federais que acompanharam as investigações realizadas pelas equipes da PF não teriam sido encontrados quaisquer indícios de crime de improbidade administrativa ou má gerência dos recursos públicos que foram encaminhados pelo Governo Federal para o combate à pandemia.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection