REDUZIR IMPACTOS

Fiocruz retoma distribuição de vacinas ao Ministério da Saúde nesta terça-feira

Por Marcelo - Em 14 de setembro de 2021

A Fundação Oswaldo Cruz começará a liberar novos lotes da vacina Covishield, contra a Covid-19, a partir desta terça-feira (14), conforme comunicado oficial. O fornecimento do imunizante ao Ministério da Saúde havia sido paralisado devido à falta temporária de insumos para sua fabricação.

Covishield terá sua distribuição reiniciada para todo o Brasil                            Foto: Divulgação

A paralisação do fornecimento das vacinas por parte da Fiocruz gerou a falta da Covishield em ao menos cinco estados brasileiros, inclusive no Ceará, onde algumas pessoas já deveriam ter tomado a segunda dose, mas isso ainda não ocorreu. Em estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, por exemplo, estudam aplicar a D2 com o imunizante fabricado pela Pfizer, que não teria efeitos colaterais, segundo especialistas.

A Fiocruz não informou quantas doses de vacinas produzidas na sua unidade fabril sediada no Rio de Janeiro serão entregues, hoje, ao Ministério da Saúde, mas garantiu que não deverá ocorrer nova falta de fornecimento do imunizante no decorrer das próximas semanas, pois está prevista a liberação de 15 milhões de doses até o fim do ano.

O controle de qualidade está sendo realizado e o primeiro lote será liberado hoje. “A Fiocruz, por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), é responsável pela produção e entrega das vacinas ao Ministério da Saúde, que as distribui para os estados e estes aos municípios, cabendo aos gestores a decisão sobre o uso das doses”, destacou a fundação, em nota oficial.

Sem saber quantas doses lhe serão repassadas pela Fiocruz, o Ministério da Saúde ainda não informou quais estados vão receber os imunizantes neste primeiro lote que será liberado hoje, nem quantas vacinas serão enviadas para cada estado, nem quando a entrega será realizada.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection