8 de fevereiro de 2021

Diálogo Aberto

Camilo se reúne com empresários do setor de restaurantes nesta segunda-feira

Preocupado com a curva crescente de casos do novo coronavírus no Estado, o governador Camilo Santana externou através de suas redes sociais na noite deste domingo, 7, sua preocupação com a situação das unidades de saúde receptoras de pacientes infectados pelo vírus, que, segundo ele, estão recebendo mais pessoas em uma velocidade preocupante. O chefe do executivo estadual afirmou que a situação é semelhante a da rede privada e pediu alerta à população. “Continuamos ampliando os leitos de enfermaria e UTI nos equipamentos do Estado”, escreveu.

De acordo com Camilo, o Hospital Estadual Leonardo da Vinci (HELV), primeira unidade requerida pelo Estado para ajudar no combate à pandemia, já recebeu o triplo de leitos de UTI do que tinha há dois meses. De acordo com o IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a ocupação dos leitos de UTI está em 86,17%, já os leitos de enfermaria estão com 53,92% da capacidade em utilização no Ceará.

Como consequência deste cenário, o governador pediu que as pessoas evitem aglomerações e só saiam de casa em casos necessários, fazendo uso da máscara de proteção facial. Ele mencionou ainda a vacina como caminho para reverter tal cenário, mas ponderou que é preciso de mais tempo até o Ceará atingir uma cobertura vacinal considerável. “É um processo que deve demorar, até pela oferta ainda limitada de vacinas. Até que a imunização chegue a todos os cearenses, só há uma forma de evitar a multiplicação de casos: a prevenção”, reforçou. Camilo finalizou destacando que nada é mais importante do que a vida.

Parques aquáticos e restaurantes
No sábado, 6, novo decreto do Governo do Estado determinou o fechamento de parques aquáticos em Fortaleza e Aquiraz, mas, acatando demanda da ABIH-CE, liberou restaurantes de hotéis, pousadas e outros meios de hospedagem a funcionar de segunda à sexta-feira, das 20h às 22h. Aos sábados e domingos, podem funcionar das 15h às 22h, apenas para hóspedes. O decreto passa a ter efeito já nesta segunda-feira, 8, com validade até o dia 17.

Sem alteração

O horário de funcionamento dos shopping centers e lojas não tiveram alteração, podendo funcionar até às 20h. A situação dos restaurantes, barracas de praia foi mantida, de segunda à sexta, até 20h, mas delivery liberado 24h. Aos sábados e domingos, até 15h.

Em nota, o Governo do Estado informou que há dois decretos em vigor. “As normas estabelecidas pelo decreto específico (divulgado na semana passada) se sobrepõem, portanto, ao decreto ordinário (de sábado)”, destacou.

Encontro com representantes do setor

Essas medidas duras para conter a pandemia têm desagradado donos de restaurantes e barracas de praia, que estão sofrendo com a redução ou a paralisação total de suas atividades. O setor é um dos principais empregadores do Estado. Nesta segunda-feira, 8, representantes do setor serão recebidos por Camilo. Aberto ao diálogo, o governador usará o bom senso para mitigar os efeitos do decreto, mas se pautará pela ciência em suas decisões, como vem deixando claro em todos os seus pronunciamentos.

 

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection