5 de janeiro de 2021

DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Camilo amplia para 70 mil o total de famílias atendidas no Estado e sanciona lei atualizando o Mais Infância Ceará

O governador Camilo Santana, juntamente com a primeira-dama, Onélia Santana, sancionou nesta terça-feira (5) a lei que atualiza e consolida o programa Mais Infância Ceará, idealizado por Onélia, tendo como foco a superação da extrema pobreza e a promoção do desenvolvimento infantil em todo o Estado.

Socorro França, Izolda Cela, Camilo e Onélia Santana                                       Foto: Divulgação

“Desde o início do programa, o Governo do Ceará já entregou 269 equipamentos – brinquedopraças, Centros de Educação Infantil, Núcleos de Estimulação Precoce e Praças Mais Infância – e tem realizado diversas outras ações, como o Cartão Mais Infância, o programa Mais Nutrição, visitas domiciliares e capacitação profissional”, disse Camilo.

A primeira-dama destacou que são várias ações envolvendo diversas secretarias. “São milhares de mães que, muitas vezes, sobrevivem unicamente do Bolsa Família, enfrentando esse desafio econômico e a pandemia, que serão beneficiadas em todo o Ceará”, afirmou Onélia Santana.

Na oportunidade, também foi anunciada a ampliação do Programa Mais Infância Ceará que, atualmente, realiza a transferência de renda para 48 mil famílias, para um total de 70 mil famílias em todo o Estado, a partir deste mês. “Com isso vamos passar de um investimento de R$ 50 milhões anuais, para R$ 74 milhões em 2021. Uma política importante para garantir o acesso das crianças ao programa”, salientou Camilo Santana.

Ampliação do Cartão Mais Infância e números gerais do programa estadual

A nova lei atualiza todos os eixos do Mais Infância Ceará, que tem sido de grande importância para o desenvolvimento das crianças com idade entre zero a seis anos, integrantes de famílias em situação de vulnerabilidade social e que, por esse motivo, necessitam de apoio do Estado.

Também participaram da solenidade a vice-governadora Izolda Cela, e a secretária de Proteção Social Socorro França, destacando a relevância desse projeto que tem sido uma referência para outros estados brasileiros, e que em breve deverá resultar em resultados positivos para o Ceará.

Com a nova lei, o Mais Infância Ceará passa a ser um programa de Estado, não de governo, uma política permanente independente das sucessões que vierem no futuro, para atender as crianças mais vulneráveis em todos os municípios cearenses, nas próximas décadas.

Assista ao vídeo:

https://www.facebook.com/camilosantana/videos/859983834800165/

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection