21 de maio de 2020

ESTRATÉGIAS

Camilo define medidas para garantir o retorno da atividade econômica no Ceará

O governador Camilo Santana reuniu-se com representantes do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus, no fim da tarde desta quinta-feira (21), para decidir sobre as próximas ações que serão adotadas em todo o Ceará. Inclusive, sobre a possível flexibilização de alguns setores produtivos a partir de 1º de junho, cujo plano deve ser apresentado amanhã, pelo Grupo de Trabalho Estratégico (GTE), para garantir a retomada da atividade econômica no Estado.

Camilo Santana e secretários durante reunião com presidentes                     Foto: Divulgação

“Discutimos sobre a gravidade atual da situação e apresentamos os índices da doença em Fortaleza e no interior do Estado, além das ações que estão sendo realizadas para minimizarmos os efeitos da pandemia aos cearenses. Somente com a união de todos iremos superar este momento de crise”, disse.

Governadores

Pela manhã, ele participou de uma reunião entre os governadores brasileiros com os presidentes da República, Câmara e Senado Federal – Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente –, para tratar sobre as medidas econômicas neste momento de enfrentamento ao coronavírus nos estados.

Na oportunidade o presidente Bolsonaro se comprometeu em liberar R$ 60 bilhões em apoio financeiro para estados e municípios, devido à pandemia de coronavírus, desde que não sejam concedidos aumentos a servidores públicos até o final de 2021.

“Sempre tenho defendido que haja a união de todos, deixando de lado divergências políticas e ideológicas. O mais importante é que sejam implementadas medidas efetivas de proteção aos brasileiros, tanto na área da saúde, quanto econômica, diante da grave crise que vivemos no País”, salientou Camilo.

Equipes começam a montar as 200 novas UTIs para atender à população cearense

Tratamento

Ele também destacou, em suas redes sociais, o início de montagem das 200 novas UTIs públicas em hospitais de Fortaleza e do interior do Ceará para pacientes com Covid-19, devido aos novos equipamentos que chegaram da China, na última segunda-feira à capital cearense.

“Graças à chegada dos 200 respiradores VG70, um dos mais modernos e robustos do mundo, que o Governo do Estado havia comprado da China. Desde o início da pandemia já abrimos mais de 2.100 leitos para Covid-19, entre UTIs e enfermarias. Continuamos firmes nessa luta para salvar vidas”, completou Camilo Santana.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection