10 de abril de 2021

Fim do lockdown

Camilo anuncia reabertura a partir da segunda-feira, 12. Haverá toque de recolher das 20h às 5h

 

Camilo Santana

Governador Camilo Santana e secretário Cabeto fizeram anúncio nesta manhã (Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, neste sábado, 10, em transmissão ao vivo nas redes sociais, o fim do lockdown no Ceará e o início da reabertura, a partir de segunda-feira, 12 de abril.

Pouco antes de anunciar o início da retomada gradual das atividades econômicas que estavam com restrições no Estado, Camilo fez um panorama sobre a vacinação no Ceará, falou dos esforços junto a Anvisa para aquisição da vacina Sputnik V diretamente pelo Estado, e informou sobre a expansão da rede hospitalar no Estado, que soma cerca de 5.000 leitos para pacientes com Covid-19.

O governador, ainda, alertou para a importância do distanciamento. “Ontem o comitê tomou a decisão de informar que continuamos, claro, o isolamento social no estado do Ceará, que tem mostrado efeitos importantes e que não depende só de um decreto, depende de cada um dos cearenses”, pontuou Camilo, enfatizando a importância da aquisição do Hospital Leonardo da Vinci, que estava inoperante e foi desapropriado pelo Estado pelo valor de R$ 40.054.244,02.

Novo Decreto

Ao lado do secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, Camilo informou que o Estado continuará com isolamento social rígido aos fins de semana e haverá toque de recolher, das 20h às 5h – ou seja, apenas atividades essenciais poderão funcionar no sábado e no domingo.

Segundo o anúncio, a abertura do comércio será gradual e terá horários diferenciados, no intuito de reduzir a pressão no transporte público das cidades, liberando alguns setores a abrir com 25% da capacidade, em horários distintos. O primeiro horário funcionará das 10h às 16h e o segundo das 12h às 18h.

O comércio de rua funcionará das 10 às 16h, incluindo os restaurantes. Já os shopping funcionarão das 12h às 18h, assim como os estabelecimentos de refeição fora do lar localizados nesses centros de vendas.

Escolas e Igrejas

O governador também anunciou que as igrejas poderão voltar presencialmente, mas apenas com 10% da capacidade total. Algumas atividades continuarão completamente restritas – a serem divulgadas no novo decreto estadual, até o final deste sábado, 10.

“Vale lembrar que isolamento rígido vai continuar no final de semana, enquanto passarão a ser liberadas gradualmente algumas atividades comerciais de serviço, seguindo rigorosamente todos os cuidados contra a Covid-19”, explicou Camilo.

Já na rede de ensino, poderão voltar presencialmente, com 35% da capacidade, os 1º e 2º anos do ensino fundamental. Ainda, as escolas de ensino infantil podem ampliar para o atendimento de alunos com 4 a 5 anos.

Já os espaços públicos de condomínios continuam restritos.

Condições epidemiológicas

O governador disse que há tendência de redução do número de casos e também de diminuição da procura por atendimento, embora situação ainda seja muito grave.

Cabeto disse que houve aumento de mortes nas semanas anteriores, mas que vem gradualmente diminuindo, indicando, na avaliação dele, tendência de estabilidade.

Histórico
Na sexta-feira, 26 de março, o lockdown havia sido prorrogado por mais uma semana, até domingo, 4 de abril, em decisão tomada na reunião do comitê científico.

O lockdown foi decretado em Fortaleza em 3 de março e entrou em vigor em 5 de março. Seria pelo período de 14 dias, incialmente até 18 de março.

Em 11 de março, o lockdown foi estendido para todos os municípios do Ceará, a partir de 13 de março, indo até o dia 21 em todo o Ceará, inclusive em Fortaleza. Foi a primeira vez que todo o Ceará ficou simultaneamente no chamado isolamento social rígido.

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection