3 de março de 2021

PRAZO DE 14 DIAS

Camilo anuncia que novo lockdown será decretado em Fortaleza nesta sexta-feira

O governador Camilo Santana anunciou, na noite desta quarta-feira (3), ao lado do prefeito de Fortaleza, José Sarto, e do secretário de Saúde, Dr. Cabeto, que após análise dos números da pandemia de Covid-19, fica decretado o lockdown na capital cearense a partir de zero hora desta sexta-feira (5), até o próximo dia 18. Afinal, somente hoje foram registrados 84 mortes no Ceará por causa do coronavírus.

“Diante da gravidade da pandemia, que chega a um dos momentos mais críticos, anunciamos medidas ainda mais rigorosas de isolamento social para as próximas duas semanas, com um novo Decreto de Isolamento Social Rígido em Fortaleza, e recomendação para os municípios com situação mais grave, quando funcionarão apenas atividades econômicas consideradas essenciais”, afirmou.

José Sarto, Camilo Santana e Dr. Cabeto anunciaram que o lockdown foi decidido pelo comitê estadual               Foto: Divulgação

Ele salientou que o crescimento de casos de Covid têm ocorrido numa velocidade muito grande, acima do processo de abertura de novos leitos, tanto da rede pública quanto na privada. “Nossas equipes continuam empenhadas em abrir mais leitos, além dos mais de 3 mil já abertos, e lutando pela aquisição de mais vacinas para acelerar o processo de imunização da nossa população”, lamentou o governador.

O prefeito da capital cearense destacou o empenho das equipes de saúde, tanto do Estado quanto do Município, e que já foram ampliados os leitos de enfermaria e UTIs do que ocorreu no pico da pandemia no ano passado. “Lamentavelmente os números têm crescido, portanto, todas as medidas de ampliação de leitos, equipes, não têm caminhado na velocidade da circulação viral. Estamos fazendo tudo para preservar a sua saúde”, ressaltou José Sarto.

Já o titular da Sesa explicou que a solução do problema está com a vacinação, e que o isolamento social previne o crescimento do número de casos e a possibilidade de mutação do vírus. “Vivemos uma situação mais intensa em número de casos, mas com letalidade menor. Mas temos de ter condições de atender à população”, disse Dr. Cabeto.

“Sabemos que não é uma decisão fácil. Sei o que isso afeta a economia do Estado. Nos últimos seis anos o que mais lutei foi para que a economia do Estado crescesse, gerasse empregos, mas nesse momento, a úncia forma que n´so temos, até vacina a população, de proteger você, é fazer o isolamento social rígido. E não podemos deixar de parabenizar os nossos heróis da saúde, que estão trabalhando exaustivamente”, lembrou Camilo.

O chefe do Poder Executivo estadual destacou que é preciso a colaboração de todos, para que a pandemia tenha um declínio. “Repito: a situação é grave e necessita do apoio de todos para que possamos superar esse momento, protegendo os cearenses e salvando vidas. Continuamos firmes nessa luta e vamos vencer”, completou Camilo Santana.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection