DADOS DA PANDEMIA

Camilo anuncia prorrogação de decreto e lockdown aos fins de semana no Ceará

Por Marcelo - Em 17 de abril de 2021

O governador Camilo Santana anunciou neste sábado (17) que o Comitê de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19 decidiu prorrogar por mais sete dias o decreto anterior, que permite o funcionamento parcial do comércio durante a semana e mantém o isolamento social rígido nos finais de semana.

A única mudança definida na reunião de ontem, é a autorização de atividades físicas individuais, inclusive em espaços públicos e abertos em todo o território cearense, por uma questão de saúde da população. Mas o lockdown permanece neste fim de semana e no próximo, com o objetivo de reduzir a velocidade de disseminação do vírus.

Camilo anunciou a prorrogação e disse que se os dados mostrados pelo Dr. Cabeto a flexibilização maior inicia dia 26

“Se os dados apresentados pelo Dr. Cabeto se confirmarem nos próximos dias, há uma perspectiva de avançarmos no processo de abertura e flexibilização na reunião da próxima semana. Isso significa que a gente tem tomado as decisões com muita responsabilidade e critério”, disse.

Ele ressaltou, ainda, que a retomada maior das atividades econômicas deverá acontecer a partir da semana que se inicia no próximo dia 26. “Para completar o ciclo de 14 dias, pois todas as medidas que temos adotado são no sentido de proteger a vida das pessoas”, salientou Camilo Santana.

Ele revelou que o Ceará já vacinou 1.536.755 pessoas em todo o Estado, sendo 1.139.379 da primeira dose, e 397.376 da segunda, sendo que a logística de distribuição das vacinas recebidas pelo Governo, para todos os municípios cearenses.

O titular da Sesa mostrou que apesar da elevação do número de casos registrada em fevereiro e março, com um percentual maior de pacientes graves. Mas, o trabalho realizado pelos profissionais da Secretaria de Saúde, aliado às medidas mais restritivas adotadas pelo Governo do Ceará, já mostram algumas reduções significativas.

“A taxa de transmissão em todo o Estado vem caindo e na região de Fortaleza já está abaixo de 1, em 0,97 e com tendência de queda. Situação um pouco diferente de outros locais como o Sertão Central e Leste/Jaguaribe, que ainda estão com um taxa de transmissão acima de 1, mas também estão reduzindo essas taxas, inclusive no número de óbitos”, explicou Dr. Cabeto.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection