SÓ O CARIRI PERMANECE COMO ESTAVA

Camilo anuncia avanço na flexibilização de atividades e que eventos corporativos vão ser autorizados a partir do dia 14

Por Marcelo - Em 4 de junho de 2021

O governador Camilo Santana anunciou nesta sexta-feira (4) que o novo Decreto Estadual de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19, que vale a partir da próxima segunda-feira (7) até o dia 13 de junho, avança um pouco mais na retomada econômica em quatro macrorregiões, com exceção do Cariri.

“Em virtude da redução do número de casos, estamos ampliando o horário de funcionamento dos restaurantes e demais estabelecimentos de alimentação fora do lar, além dos shoppings centers, até às 22 horas, nas macrorregiões de Fortaleza, Sobral, Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe. Com isso, o toque de recolher passa a vigorar das 23 às 5 horas”, disse.

Camilo Santana e Dr. Cabeto falaram sobre a pandemia e a vacinação               Foto: Divulgação

Junto com o secretário de Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, o chefe do Executivo estadual anunciou, ainda, que a partir do dia 14 de junho começam a ser liberados eventos corporativos, mas com limitação de público e seguindo protocolos específicos que serão definidos na próxima semana.

Já a macrorregião do Cariri permanece sem alteração, devido ao ainda elevado número de casos e óbitos. “Recomendamos que sejam mantidas ou ampliadas as restrições nos municípios que ainda apresentam índices elevados. Reforço, mais uma vez, que não podemos relaxar nos cuidados. É preciso continuar evitando aglomerações e sempre usar a máscara”, salientou Camilo.

Ressaltou que o Governo do Ceará continua fazendo um grande esforço para levar a vacina a todos os cearenses e da forma mais rápida possível. Somente com a vacinação em massa das pessoas é que o Estado conseguirá superar de vez essa pandemia que tem trazido perdas humanas e econômicas em todo o mundo.

Camilo também destacou que o Ceará já vacinou 2.909.248 pessoas em todo o Estado, sendo 1.820.930 com a primeira dose, e outras 1.088.318 com a segunda, completando o ciclo vacinal. E que mais de quatro milhões de imunizantes já foram encaminhadas pelo Ministério da Saúde.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection