17 de junho de 2020

ELEIÇÕES 2020

André Figueiredo diz que PDT quer eleger 70 prefeitos e 600 vereadores no Ceará

O deputado federal André Figueiredo afirmou que com relação às eleições no Ceará o PDT, partido do qual é o presidente estadual, está trabalhando com a possibilidade de ter candidatos em 125 municípios, com a possibilidade de eleger 70 prefeitos e 600 vereadores. “O primeiro deles é Fortaleza, pois atualmente é o município mais importante que o PDT administra em todo o Brasil, e no Ceará obviamente. Em Sobral vamos trabalhar forte para conseguirmos a reeleição de Ivo Gomes”, disse.

Figueiredo afirma que Fortaleza e Sobral são dois alvos principais                 Foto: Divulgação

Ele lembrou que em Maranguape, São Gonçalo do Amarante e Aquiraz, o PDT deverá ter candidaturas próprias, assim como na região do Cariri. “Lá também existem várias cidades importantes nas quais teremos candidatos próprios, e em outras serão mantidas ou realizadas coligações. Seguindo sempre as orientações do senador Cid Gomes”.

O parlamentar cearense ressaltou que os prazos regulamentares para o próximo pleito continuarão sendo mantidos com anterioridade do dia da eleição. E que o calendário das convenções partidárias também terão seus prazos definidos durantes as sessões do Plenário Virtual do Congresso Nacional.

“Como líder da oposição, tenho procurado realizar um trabalho alinhado com os interesses do Ceará, bem como retirar da pauta projetos que reduzam direitos. Também atuo na defesa da democracia e de recursos tanto para as pessoas mais necessitadas, quanto para estados e municípios devido à queda da arrecadação. Além de verbas destinadas para o combate à pandemia do novo coronavírus”, destacou André Figueiredo.

Eleições 2020

Figueiredo participou de uma reunião com os presidentes do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso; da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia e do Senado Federal, Davi Alcolumbre, na qual ficou pré-definido que o primeiro turno das eleições municipais deste ano acontecerão no dia 15 de novembro, a depender dos índices da pandemia do novo coronavírus. O segundo turno, onde for necessário, de ocorrer no dia 29 de novembro ou 6 de dezembro.

Na reunião, encerrada na noite desta terça-feira (16), também ficou decidida que haverá um novo regramento do pleito, como ampliação do horário de votação. Agora, os parlamentares deverão debater todas as questões nas sessões virtuais do Congresso, com o objetivo de realizar uma PEC para fazer uma série de adaptações ao modelo eleitoral brasileiro. Especificamente para as eleições deste ano, devido à pandemia de Covid-19. A expectativa é que tudo deve estar definido até o fim deste mês”, completou André Figueiredo.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection