Preço competitivo

Carros de origem europeia terão redução de 50% em imposto do que é cobrado

Por jota - Em 19 de julho de 2021

Jota Pompílio, editor

 

Bmw 2 Series Gran Coupe Inspire Ag Sp Xxl

Bmw 2 Series Gran Coupe Inspire

Olha que notícia ótima tanto para concessionários como para o cliente que compra carros premiums. O Ministério de Relações Exteriores do Brasil divulgou os primeiros detalhes do acordo comercial Mercosul – União Europeia, que prevê redução de 50% nas alíquotas de Imposto de Importação de carros importados da Europa na primeira etapa.

Porsche 911 Turbo S 2021 1024 02

Porsche 911 Turbo S

Se isso acontecer de fato, o “Imposto de Importação” atualmente em 35%, cairá para 17,5%, mas apenas para uma quota de 32 mil veículos por ano. A quantidade adicional de veículos além dos 32 mil provenientes da Europa pagará 35%. Já os carros importados dos Estados Unidos, Japão e China continuam com 35%.

Pelo o acordo, após os sete anos iniciais, a tarifa começará a ser reduzida até chegar a zero em oito anos. Ou seja, a partir da assinatura, em 15 anos o imposto de importação virá a zero para carros importados da Europa.

No caso do Mercosul, o bloco dará cota para entrada de 50 mil veículos europeus com uma vantagem preferencial de 50%. Essa cota de 50 mil foi distribuída entre os países do Mercosul de acordo com o comércio histórico. Desses 50 mil, o Brasil terá 32 mil veículos, a Argentina 15,5 mil, o Uruguai, 1.750, e o Paraguai, de 750 veículos.

Hqdefault

Evoque da Land Rover

 

 

 

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Road