EXPECTATIVA DO BC ESTE ANO

Mercado financeiro aumenta de 4,85% para 5% a projeção de expansão do PIB

Por Marcelo - Em 21 de junho de 2021

O Banco Central elevou de 4,85% para 5% a projeção de expansão do Produto Interno Bruto brasileiro para este ano, após levantamento junto às principais instituições financeiras e publicadas no seu boletim divulgado semanalmente, com as expectativas para os principais indicadores econômicos.

Boletim do Banco Central mostra melhora do PIB nacional                               Foto: Divulgação

No documento publicado nesta segunda-feira (21), a expectativa do mercado financeiro para 2023 e 2024 é de uma expansão do PIB em 2,50%. Já para o ano que vem, houve um recuo nessa estimativa, com um crescimento anual menor do que o projetado há uma semana. A retração foi de 2,2% para 2,1%.

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano subiu de 5,82% para 5,90%. Para 2022, a estimativa de inflação se manteve em 3,78%. Tanto para 2023 como para 2024, a previsão para o índice se mantém em 3,25%.

A estimativa para 2021 supera o limite da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. O centro da meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

Juros e dólar

O principal instrumento usado pelo BC para alcançar a meta de inflação é a taxa básica de juros, que é fixada pelo Comitê de Política Monetária. A previsão das instituições financeiras para a Selic em 2021 registrou alta, passando dos 6,25% previstos há uma semana para 6,50%. O mesmo índice é esperado para 2022, 2023 e 2024.

Com relação ao valor do dólar, a expectativa do mercado para o valor da moeda norte-americana está menor do que a registrada na semana passada, passando de R$ 5,18 para R$ 5,10. Para os três anos seguintes, a projeção é estável, em R$ 5,20 para 2022; em R$ 5,10 para 2023 e em R$ 5,00 para 2024. (Com Agência Brasil)

Mais notícias

Ver tudo de IN Business